Share Button

Que a série Sonic The Hedgehog é uma das franquias comercialmente mais bem sucedidas de todos os tempos ninguém duvida. Muito raro um jogo do mascote não alcançar pelo menos 1 milhão de cópias vendidas, e até hoje ele é o principal carro-chefe da SEGA em termos de lucro, com a grande maioria dos títulos tendo excelência em qualidade técnica.

Claro, vamos excetuar os jogos de Sonic Boom, que são terceirizados e nem são dos desenvolvedores originais. Mas não dá pra estigmatizar uma série inteira por 2 jogos não terem ficado lá essas coisas, né?

Aproveitando as polêmicas do filme e por amarmos o azulão, resolvemos trazer 10 curiosidades sobre a série Sonic, confira!

1 – O Sonic 1 se passa ao longo de um dia

Sonic1

Coincidência ou não, as fases do Sonic 1 para Mega Drive se passam ao longo de um dia inteiro. Green Hill Zone se passa pela manhã, Marble Zone é o início da tarde, Spring Yard Zone é a tarde, Starlight Zone a noite, e a Scrap Brain Zone no início da manhã.

2 – Símbolo da Nike no peito do Knuckles

8364961712_aa439278bb_b

Na época da produção de Sonic 3, a Nike era uma das patrocinadoras da SEGA, e como parte desta parceria, o símbolo no peito do Knuckles seria o símbolo característico da empresa de tênis. Eventualmente o contrato acabou antes do lançamento do game, então modificaram para o símbolo que conhecemos hoje.

3 – Blaze the Cat foi um dos designs do Shadow

Are_they_making_eyes?

Enquanto a SEGA produzia o Sonic Adventure 2, fizeram vários designs para o personagem do Shadow, e um deles foi o que viria a ser a Blaze alguns anos mais tarde. O ouriço negro surgiu, e a Blaze foi “colocada na gaveta”. No entanto,  com a produção de Sonic Rush a personagem veio sendo uma gata de outra dimensão. Curiosamente, no primeiro Rush ela serve basicamente como uma rival do Sonic e suas poses lembram as do Shadow.

4 – Inspirações musicais além do Michael Jackson

Que Michael Jackson compôs as músicas de Sonic 3 todo mundo sabe (sem ser creditado, mas é outra história pra contar), com diversos trechos das trilhas do rei do pop no jogo citado. No entanto, os músicos da série também se inspiram em diversas outras composições de clássicos do mundo da música. A Final Zone de Sonic 1 tira um trecho da música de Duran Duran chamada Planet Earth, a faixa Wrapped in Black do Sonic Rush tira trechos de um discurso de Malcolm X, e por aí vai.

5 – Há um chefe de Sonic Adventure feito de Dreamcasts

E105

O chefe E-105 Zeta, batalhado durante a campanha do robô Gamma em Sonic Adventure, é feito de diversos Dreamcasts. Curiosamente, o visual do boss permanece o mesmo em todos os relançamentos do título, incluindo o Sonic Adventure DX para o GameCube, Steam, e mídias digitais em 2010.

6 – Fases inspiradas no mundo real

City Escape de Sonic Adventure 2 recriada em Sonic Generations.
Uma clara homenagem a São Francisco.

Sabendo que o realismo gráfico funciona para melhores efeitos visuais no mundo tridimensional, a Sonic Team já se aproveitou disso e criou diversos jogos com fases inspiradas na realidade. A mais conhecida é a City Escape de Sonic Adventure 2, sendo um dos cenários mais populares do ouriço.

No entanto, todas as fases de Sonic Unleashed também são inspiradas em pontos turísticos do mundo: Apotos é inspirada na Grécia, Spagonia em cidades europeias, Mazuri na África, Chun-Nan na China, Holoska no Alasca, Shamar em Dakar, Empire City em Nova Iorque e Adabat no Sudeste Asiático.

7 – Hedgehog Engine é um dos sistemas de iluminação mais sofisticados do mundo dos games

Unleashed_dev_057

Desenvolvido por Yoshihisa Hashimoto ao longo de três anos, o motor gráfico batizado de “Hedgehog Engine” é um grande motivo de orgulho entre os fãs da SEGA. Ele simula o efeito de iluminação global que existe nos filmes de CGI nos gráficos “in-game”, proporcionando efeitos de luz e sombra hiper realista aos cenários, o que dá uma qualidade visual impressionante aos jogos do mascote.

A tecnologia foi utilizada pela primeira vez em Sonic Unleashed HD lançado para Xbox 360 e PlayStation 3, e os desenvolvedores tinham que distribuir uma única fase por vez em cerca de 100 computadores de última geração que demoravam 2 a 3 dias para darem conta de renderizar toda a potência gráfica. Sonic Generations, Lost World, Mario & Sonic at Sochi Olympic Games, e até Phantasy Star Online 2 utilizam este motor gráfico. Outros jogos podem ter gráficos mais sofisticados que a série Sonic, mas em questão de iluminação, a série Sonic é imbatível.

8 – Série Sonic já entrou no Guiness Book (Livro dos Recordes) várias vezes!

Guinness-world-records-gamers-edition

O mascote já conquistou uma vaga no Guiness Book por ter a maior duração de história em quadrinhos baseada em games até hoje, sendo 23 anos de publicações ininterruptas; Sonic Heroes é o jogo de plataforma com maior número de personagens jogáveis, 12 no total; Sonic Mega Collection é a coletânea de jogos antigos mais vendida da história, com 2 milhões e meio de cópias; Sonic 2 é o jogo mais vendido do mascote em um console da SEGA, e diversas outras conquistas.

9 – Música da Marble Zone de Sonic 1 do Mega foi encontrada no Sonic 1 do Master

Quem jogou ambos, sabe, apesar de compartilharem o mesmo nome, o Sonic 1 para Mega Drive é um jogo diferente do Sonic 1 para Master System. No entanto, o que poucos sabem é que a versão do Master veio 6 meses depois do lançamento para o Mega Drive, e ao que tudo indica, inicialmente o jogo seria um “demake” da versão 16 bits.

No entanto, parece que ao longo da produção os desenvolvedores acharam melhor explorar a potencialidade do Master System e do GameGear, e resolveram acrescentar fases diferentes. Curiosamente, hackers encontraram a faixa da Marble Zone, que é uma das fases exclusivas da versão 16 bits, na ROM do Sonic do Master.

10 – Sonic solta “hadouken” em Sonic Chaos

No jogo Sonic Chaos lançado para GameGear e Master System, caso o jogador vá em uma tela secreta de Sound Test e aperte “meia lua pra frente e pulo”, ele solta o famoso Hadouken, fazendo uma homenagem aos jogos da série Street Fighter.