Share Button

Lançado na última sexta-feira (23) para PS4 e PC, Ni no Kuni 2: Revenant Kingdom é mais um excelente trabalho da talentosa equipe do estúdio Level-5 que todo fã de RPG japonês deveria jogar.

Embora você não precise pensar muito para encarar a história principal, o game vem repleto de recursos únicos, lhe dando inclusive a possibilidade de construir seu próprio reino. Fazer bom uso de todas as mecânicas presentes no jogo é fundamental para que você aproveitar melhor todo o seu conteúdo.

Com isso em mente, aí vão 10 dicas que ajudarão você a curtir mais o game.

1- Explorar é fundamental

Ni no Kuni 2 é um desses títulos que recompensa os jogadores que gostam de fuçar em cada canto, especialmente em seu mapa mundi, repleto de lugares opcionais para serem desbravados. Você dificilmente se arrependerá de desviar um pouco de seu curso, pois quase sempre encontrará algo que recompensará seu esforço.

2- Coletar recursos também é

Eles estão em todos os lugares, na forma de pontos brilhantes. Podem não parecer grande coisa no começo do jogo, mas assim que você começar a construir seu reino, verá que eles são fundamentais. Há personagens que se juntam a você apenas se você lhes der itens nada comuns, mas que você já pode ter obtido caso não tenha ignorado os pontos brilhantes ao longo da jornada. Recursos são essenciais também para criação de equipamentos, portanto não os venda depois que pegá-los.

3- Construa um prédio de cada em Evermore antes de mais nada

Gerenciar seu reino pode ser trabalhoso no começo, portanto a melhor ideia logo de cara é que você construa um prédio de cada tipo. Depois disso, foque em deixar personagens nas construções que lhe dão recursos, para que você consiga acumular rapidamente uma grande variedade de itens adicionais, sem custo extra. Em seguida, pegue os personagens com aptidões específicas, coloque-os nos prédios de pesquisa adequados e mande-os pesquisar algo. Quando estiverem atoa, ponha eles novamente nos lugares de coleta de recursos e repita o processo.

4- Melhore o castelo e os cofres sempre que puder

Para que você construa e expanda Evermore, é necessário gastar “kingsguilders”, uma moeda que você ganha periodicamente dos cidadãos do reino. O problema é que por ser algo tão utilizado, você quase sempre se verá com pouca quantidade disso. O ideal então é que você vá até o castelo e melhore-o assim que atender os requisitos para isso, de modo que possa fazer upgrades em todo o reino, aumentando a quantidade de espaço disponível para construção. Também no castelo, você pode aumentar a quantidade de dinheiro que seus cofres aguentam, permitindo assim que você ganhe mais dinheiro e ainda por cima possa jogar por mais tempo sem se preocupar em estar perdendo kingsguilders que seus cidadãos geram. Verifique sempre a quantidade desta moeda que seu reino gera por hora, algo que o próprio jogo te diz dentro do menu do castelo.

5- Suba o nível do Spellworks para três o mais rápido possível

Assim que você for introduzido ao mapa mundi do jogo, provavelmente esbarrará com alguns baús azuis que não consegue abrir. Eles possuem recompensas ótimas, mas para abri-los precisará construir um prédio específico no seu reino. No caso, estamos falando do Spellworks, que quando estiver no nível 3 lhe dará acesso à magia “spring lock”, que abrirá instantaneamente todos os baús azuis escondidos pelo mapa. O Spellworks serve para outras coisas úteis também, como fazer upgrades nas suas habilidades e aprender magias que lhe permitem falar com animais e espíritos.

6- Visite cada cidade após começar um novo capítulo

Novas missões opcionais aparecerão nas cidades principais depois de cada novo capítulo, então se você quiser continuar fazendo tarefas para aumentar a população de seu reino, é bom dar um pulo nas cidades e procurar pelas exclamações azuis no mapa.

7- Dê prioridade às missões que darão novos personagens para o reino

As missões opcionais mais úteis sempre são aquelas que permitem a você recrutar novos cidadãos para morarem em Evermore, portanto procure sempre fazê-las de modo que consiga o maior número de pessoas possível no seu reino em um espaço de tempo menor. Quanto mais gente, mais kingsguilders você ganha.

8- Embora seja útil, o Tactic Tweaker não é algo essencial

A grande maioria das batalhas em Ni no Kuni 2 não são difíceis, portanto você não precisa perder muito de seu tempo fuçando nessa funcionalidade do jogo. O que faz diferença mesmo nas lutas é o nível, armas e habilidades de seus personagens.

9- Não ignore seu exército

Depois de algumas horas em Ni no Kuni 2, você será apresentado ao modo Skirmish, onde você precisa controlar um pequeno exército numa batalha de estratégia em tempo real. Assim como seu grupo, o exército fica mais forte após cada batalha e também com uso das “barracks” em Evermore. Há momentos no jogo onde você precisará ter um exército robusto, portanto é bom você gastar um pouco de seu tempo melhorando ele em batalhas opcionais para não ficar frustrado mais adiante.

10- Monstros “tainted” dão alguns dos melhores itens do jogo

Durante suas viagens, de vez em quando você irá se deparar com monstros “tainted” (infectados, via tradução livre). Tratam-se de versões maiores e mais fortes dos monstros convencionais, que não devem ser deixados de lado. Estes mini chefes dão itens realmente bons quando derrotados, isso sem falar na elevada quantidade de experiência e de ouro que eles também fornecem. A maioria deles estão espalhados pelo mapa mundi, mas alguns estão escondidos dentro de dungeons. Felizmente, dentro do menu “Library” há uma sessão dedicada exclusivamente para eles, permitindo que você saiba o local onde estão após avistá-los ou chegar próximo deles pela primeira vez.

Gostaram das dicas? Na semana que vem provavelmente teremos pronta nossa análise de Ni no Kuni 2: Revenant Kingdom, onde você saberá mais detalhes a respeito do que achamos do game. Entretanto, já podemos adiantar que o jogo é ótimo, pois conseguiu melhorar cada aspecto do antecessor.