Share Button

 

O nosso querido Mega Drive completou recentemente 28 anos. Mesmo sendo um “idoso” para o mundo dos consoles o aparelho continua sendo um sucesso e com títulos aclamados por várias gerações. Confira agora 5 incríveis curiosidades sobre o Mega Drive.

Muitos nomes

Inicialmente o console se chamaria Mark V, mas a empresa necessitava de um nome mais forte no mercado. A equipe analisou 300 nomes diferentes e chegaram à conclusão de que Mega Drive seria a melhor opção. Entretanto nos Estados Unidos o aparelho ficou conhecido com Sega Genesis. E não para por aí, pois naquela época as relações comerciais entre Japão e Coréia eram diferentes de hoje em dia. O Japão não podia vender diretamente seus produtos naquele país; eles deveriam ser finalizados lá e comercializados por uma cia local. A empresa responsável foi a Samsung, que batizou o console de Super Gam*Boy (sim, com este asterisco mesmo).

Mesmo processador utilizado no Macintosh

O processador Morotola 6800 (também conhecido como m68k e Motorola 68k) já era bastante conhecido quando chegou ao Mega Drive. Ele já tinha sido utilizado do Apple Lisa, Macintosh 128K, e Amiga 1000.

Controle sem fio

Muito antes do aclamado Wavebird do GameCube a Sega lançou o Remote Arcade Pad, um controle sem fio de seis botões que funcionada por infravermelho.

Acessórios

O console teve seus periféricos. A Sega tentou aprimorar seu console e deixá-lo mais “parrudo” através do Sega CD, que foi lançado no Brasil oficialmente em 1993 pela Tectoy. O acessório permitia jogar games baseados em CD’s através de um hardware adicional que contava com um processador mais rápido e gráficos melhorados.

Em 1994 a Sega lançou o 32X, outro acessório com o objetivo de aumentar o poder do Mega Drive e fazer o console segurar as pontas até o lançamento do Saturn. O 32X conta com dois processadores 32Bits.

Jogos brasileiros

Graças ao trabalho da Tectoy o Mega Drive recebeu jogos exclusivos, feitos aqui mesmo. Depois de “Monica no Castelo do Dragão” e  “Monica: o Resgate”, ports da série Wonder Boy no Master System, o MD recebeu “Turma da Mônica na Terra dos Monstos”, jogo baseado em Wonder Boy IV, como aponta o site Comunidade Mega Drive.

As Férias Frustradas do Pica-Pau” foi o primeiro projeto autêntico da empresa. Desta vez, nada de ports, mas sim um jogo criado do zero, com equipe especializada envolvida.

Mas eles não pararam por aí. Duke Nukem 3D foi sem sombra de dúvidas o trabalho mais incrível da Tectoy no Mega Drive. Como base utilizaram a engine do game Zero Tolerance, lançado em 1994. Mesmo não sendo tão bonito como a versão de PC, o game é impecável para um console de 16 bit.

 

***

Essas foram as curiosidades de hoje. E você, conhecia o Mega Drive tão a fundo? Deixe sua opinião nos comentários!