Share Button

A Activision anunciou que baniu mais 60 mil contas de jogadores de Call of Duty que foram pegos utilizando programas de trapaça em Call of Duty: Warzone. Com isso, o estúdio confirma que já baniu permanentemente mais de 300 mil contas desde o lançamento do game.

Além disso, a Activision disse que continua combatendo as trapaças não apenas em Warzone, mas também nos modos multiplayer de Call of Duty: Modern Warfare e Call of Duty: Black Ops Cold War.

Desde o lançamento de Warzone, a empresa disse ter tomado uma série de ações dedicadas para combater os trapaceiros, como atualizações semanais de segurança, inclusão de mecanismos melhorados de relatos dentro do jogo, autenticação em dois fatores (que invalidou mais de 180 mil contas suspeitas), eliminação de vários fornecedores de softwares terceiros não autorizados e o aumento de equipes e recursos dedicados em desenvolvimento de software, engenharia, ciência de dados, jurídico e monitoramento.

A Activision também disse que tomou outras atitudes recentemente, incluindo melhorias no software interno anti-trapaça, criação de tecnologia adicional de detecção de trapaças, novos recursos dedicados ao monitoramento e fiscalização, atualizações regulares de comunicação sobre o progresso nesse setor, tolerância zero para quem fornece trapaças e banimentos consistentes e oportunos.

Por fim, o estúdio disse que as equipes de segurança e fiscalização estão trabalhando em novas medidas que serão implementadas ao longo do ano “para erradicar trapaceiros e fornecedores de trapaça”.