Share Button

Direto do Finalboss.

No último mês, a banda No Doubt abriu processo contra a Activision por suposto uso indevido de imagem. Na ocasião, a queixa era a mesma que Courtney Love, viúva de Kurt Cobain, abriu contra a empresa, devido ao fato do avatar de falecido vocalista do Nirvana aparecer tocando e cantando músicas de outros artistas e bandas. Entretanto, o jogo parece ter virado.

A Activision resolveu rebater o processo e abrir queixa contra o No Doubt. Em resposta, a produtora alega que é de “conhecimento geral” que em todos os games da série “Guitar Hero” os artistas jogáveis poderiam ser desbloqueados e utilizados em qualquer música do título.

O estúdio diz ainda que o grupo não cumpriu suas obrigações na promoção do game. Não foram citados quais itens não foram executados, mas entre os serviços citados no contrato incluem três entrevistas para publicações de entretenimento e a inclusão do logo de “Band Hero” no site do No Doubt. Sendo assim, a Activision crê que a banda obteve um lucro injusto, e quer a devolução do valor pago pelos serviços e compensações pelos danos.

O No Doubt, por meio de seu representante legal, alegou que só deu permissão para usar seus avatares para tocar três de suas próprias músicas apenas. “Sem o conhecimento ou aprovação da banda, a Activision transformou o grupo em tocadores virtuais de karaokê ao tê-los tocando mais de 60 músicas adicionais de outros grupos”, disse um dos advogados da banda em declaração, de acordo com o site Gamasutra. Além de Courtney Love, o músico Bon Jovi também critica a Activision por tal medida.