Share Button

Recebemos essa semana da Sony uma cópia antecipada de Horizon Zero Dawn no PC para que pudéssemos conferir se o jogo estava tão bom ou até melhor que no PS4.

Embora os gráficos estejam claramente melhores se você jogar com qualidade máxima, fazer isso exigirá uma configuração bem acima daquela recomendada pela Guerrilla.

Para se ter uma ideia, com o Ryzen 7 3800X e a GeForce RTX 2070S do PC que utilizei para averiguar o game, só foi possível jogar com um mínimo de problemas de performance no Ultra, ou “qualidade suprema” como é chamado no jogo, em 1080p.

Subir a resolução para 1440p já causava alguns engasgos na taxa de quadros, especialmente durante as cutscenes, nos forçando a colocar a configuração no Alta, ou “priorizar qualidade”, para manter 60 fps estáveis. Jogar em 4K e 60 fps foi inviável até rodando com os gráficos na qualidade Baixa. Contudo, consegui manter 30 fps nessa resolução no Ultra.

O jogo, aliás, de acordo com um vídeo da Digital Foundry, roda de maneira bem pior nas placas GeForce da Nvidia, se comparado com as placas Radeon da AMD. Uma diferença que chega a até 50% em placas similares das duas empresas, algo simplesmente inaceitável.

Falando um pouco sobre o benchmark, ele existe, mas é inútil, pois não mostra a verdadeira média de performance que você terá enquanto joga.

Horizon Zero Dawn é bastante pesado e não por ser bonito, mas por clara falta de otimização por parte da desenvolvedora. Isso tanto é verdade que a própria Guerrilla informou que há aspectos visuais e de performance que precisam ser melhorados e consertados.

Um exemplo disso é o filtro anisotrópico, que simplesmente não funciona. É possível ligá-lo diretamente pelo driver da placa de vídeo, só que no meu caso isso resultou em algumas texturas piscando, comprometendo ainda mais a qualidade visual.

Nas cutscenes há travamentos quando a câmera muda repentinamente de posição ou algum movimento brusco acontece na tela, o que também compromete a experiência. Às vezes, o rosto do personagem fica animado em 30 fps, enquanto que o resto da cena roda em 60 fps, o que é bem estranho. As únicas cutscenes que rodam bem são as pré-renderizadas, que ficam travadas em 30 fps.

A jogabilidade também está com problemas sérios. Habilidades de Aloy que visam deixar o jogo em câmera-lenta para facilitar os ataques não estão funcionando direito. Até fica um pouco lento, mas não da forma que se espera.

A Guerrilla disponibilizou uma atualização para o lançamento de Horizon Zero Dawn no PC, mas ainda há muito o que se fazer. Por tudo que vimos de errado no jogo em apenas algumas horas, o ideal é que você espere mais atualizações antes de começar a jogar.

É uma pena, pois Horizon Zero Dawn é bonito e um dos melhores títulos desta geração, mas seu estado atual no PC deixa muito a desejar.