Share Button

Two Point Hospital foi lançado para PC em 2018 e no começo de 2020 para PlayStation 4, Xbox One e Nintendo Switch (sendo compatível com PS5 e Xbox Series via retrocompatibilidade), um pouco antes da explosão do coronavírus em março desse mesmo ano.

Produzido pela Two Point Studios (versão PC), que conta em sua equipe com criadores do clássico Theme Hospital, lançado pela Bullfrog Productions em 1997, o título é uma espécie de sucessor espiritual modernizado, onde o objetivo principal é construir e administrar um hospital, permeado com um bom senso de humor.

A simulação de gerenciamento sempre foi um gênero muito apreciado pelos jogadores, e em tempos em que estamos vivendo o auge da pandemia, o game caiu como uma luva e foi muito bem recebido pelo público e crítica.

Desde o seu lançamento, Two Point Hospital ganhou vários conteúdos adicionais, sendo que agora no começo de março de 2021 a Sega e a Two Point Studios decidiram lançar uma edição “Jumbo” para consoles, que inclui as quatros primeiras expansões lançadas e os dois pacotes de itens Retro Items Pack e o Exhibition Items Pack.

Assim, quem adquirir o pacote vai receber um total de 27 hospitais, 189 tipos de doenças e muitos itens para colocar dentro dos hospitais. Cada expansão leva os jogadores a novas áreas, onde enfrentarão doenças e desafios específicos da região.

No entanto, vale frisar que nem todas as DLCs lançadas no PC estão incluídas no pacote. Aqui o jogador vai encontrar a expansão Bigfoot (ajude um bilionário excêntrico que por acaso é um Yeti a gerenciar seu resort de saúde/castelo nevado); Pebberley Island (ajude o explorador Wiggy Silverbottom em sua busca pela fonte da vida eterna); Close Encounters (novas e estranhas doenças podem ter origens alienígenas) e Off the Grid (ajude a prefeita a gerenciar o hospital com medidas ecológicas).

Ficou faltando no pacote as expansões mais recentes Culture Shock (uma crise artística está afetando o condado) e Stitch in Time (viaje no tempo nas eras pré-histórica, medieval e futurista para cuidar de enfermidades anacrônicas).

Mas a melhor notícia é que, com o Jumbo Edition, Two Point Hospital e as expansões passam a estar disponíveis totalmente em português do Brasil para os consoles pela primeira vez desde seu lançamento, em agosto de 2018 – algo que já havido sido feito anteriormente na versão do jogo para PC.

Como o game é cheio de menus e informações (e piadas), nada mais justo que esteja disponível em nosso idioma, já que nem todos tem o domínio do inglês, e assim poder aproveitar o jogo de uma forma mais completa.

Um ponto que preocupa os jogadores de simuladores é como fica a otimização do game na versão para consoles, já que no PC é muito mais prático se acostumar com as dezenas de comandos, cliques, controle de câmeras e menus.

Bom, mesmo não sendo tão prático como no PC, os controles das versões consoles não comprometem em nada a experiência divertida e viciante deste título, com os comandos bem polidos e otimizados.

Após construir, decorar e melhorar o seu hospital (incluindo as finanças), vem a parte em que se deve gerenciar funcionários problemáticos e pacientes com doenças bizarras e peculiares – onde a maior parte cômica do game se encontra – como cabeças transformadas em lâmpadas ou com partes do corpo transformadas em cubos, pessoas que misteriosamente se transformam em palhaços ou em múmias e ainda indivíduos com compulsão por se vestir como um astro do rock.

Começamos em um espaço vazio onde primeiramente colocamos uma recepção, depois um consultório clínico geral, uma área de tratamento e uma farmácia. Porém não demora muito para que o local fique cheio de pacientes (com diferentes doenças) e você precise expandir a área, contratar mais funcionários e decorar o hospital para deixar os pacientes e equipes felizes e confortáveis.

A medida que você for avançando, o game permite abrir hospitais cada vez mais complexos e com metas mais altas, e certamente em alguma hora você vai se encontrar em um lugar caótico e fora de controle – se isso acontecer, é possível pausar o jogo para respirar um pouco e pensar nas próximas decisões.

Em termos gráficos, o jogo é bem simples e conta com uma pegada nostálgica, com uma câmera isométrica e visual cartoon, oferecendo aos jogadores um design bem leve e descontraído. Os temas musicais e efeitos sonoros seguem a mesma linha, com composições descontraídas e sons agradáveis e leves de se ouvir.

Por fim, deixamos um puxão de orelha na Sega e Two Point Studios que decidiram lançar o pacote com conteúdo faltando, deixando aberta uma porta para uma “Definitive Edition” futuramente. Valores nos consoles também podem ser bem salgados, então sugerimos você aguardar por uma boa promoção para comprar o pacote.

Conclusão

Two Point Hospital: JUMBO Edition é mais do que recomendado para você que curte jogos de simulação e gerenciamento, que traz como tema hospitais, de forma bem leve e descontraída – e se você era fã do clássico Theme Hospital, o jogo então é obrigatório. Essa edição Jumbo, disponível para consoles, inclui DLCs e pacotes lançados desde 2018 (mas não todos lançados no PC), e o mais importante, textos e menus em português do Brasil. Caso você já tenha a edição básica do jogo, é possível comprar apenas a atualização para a edição Jumbo. Uma excelente opção para passar várias horas divertidas e viciantes confinado dentro de casa, enquanto aguardamos a pandemia acabar.

Prós

  • Bom senso de humor
  • Criativo e divertido
  • Grande quantidade de conteúdo
  • Comandos otimizados para controles
  • Tradução de texto e menus para o português (finalmente!)

Contras

  • Apresenta alguns bugs
  • Progressão pode ser meio repetitiva
  • Pacote não traz todos os DLCs de PC
  • Valor salgado demais dependendo da plataforma

Nota: 8,0