Share Button
– Confira como foi a edição de 2006 –

Ah, finalmente chegamos ao Anime Friends 2006, que contou com a participação dos cantores japoneses Masaaki Endo, Hiroshi Kitadani e Yumi Matsuzawa. Infelizmente o site ficou fora do ar justamente nos dias em que estava acontecendo o Anime Friends deste ano, mas com um pouco de atraso estamos aqui relatando tudo o que aconteceu por lá. Antes tarde do que nunca, não é? E acreditem, a espera vai valer a pena, pois aqui vocês irão encontrar informações detalhadas sobre o evento e muitas fotos de todos os shows.

Diferente dos eventos passados (links para as matérias no final desta) em que eu fui como um visitante normal, este ano eu fui a “trabalho”. Arrumei um passe de imprensa com a organização (aproveito aqui para agradecer ao David e a Sra Ida da organização, que foram muitos prestativos em me ajudar), o que me garantiu exclusividades que logo relatarei.

mulheres com cosplayers masculinos não era difícil de se achar, como Seishoumaru e Shaka

O Anime Friends, que começou em 2003, hoje não apenas é o maior evento de animes, mangás e tokusatsus da América Latina, mas também a realização dos sonhos de várias pessoas que anseavam por um evento dessas proporções aqui no Brasil. O evento revolucionou os brasileiros ao trazer pela primeira vez celebridades da música japonesa em apresentações inesqueciveis. Foi um grande sucesso.

A edição deste ano foi no mesmo local da do ano passado, a Universidade UniSanta´anna, que basicamente estava dividida em: Palco Principal, ao ar livre e onde acontece as principais apresentações e shows; Sub-solo, onde se encontrava grande parte dos estandes; e o Prédio da Universidade com 6 andares. Resumidamente, esse seria o local, mas não se enganem, ele é imenso, relatar todos os lugares é uma tarefa díficil, mas esses eram os principais.

pessoal ficava babando nos bonecos e garage kits de diversos personagens

Além dos diversos estandes espalhados pelo evento, onde você poderia encontrar diversos itens ligados aos animes, mangás, tokusatsus e cultura oriental em geral, havia também eventos paralelos, como animekês, salas de exibição (tinha até uma sala “rave” para o pessoal dançar – músicas orientais, é claro), games, fanzines, RPG e claro, muito cosplay, o que não poderia faltar.


Quinta – Feira

guitarras voadoras, cereal gigante e papagaio do mal fizeram parte do show do Massacration

O primeiro dia do evento tinha como atração principal a banda Massacration. Sendo o primeiro dia, eu achei que seria mais tranquilo e como menos pessoas. Engano meu. O lugar estava lotado, muita gente de todas as partes do Brasil para conferirem o show da auto-intitulada banda “deuses do metal”.

O Anime Friends literalmente tremeu com o show dos caras no dia mundial do Rock (13/07). Com um público de mais de oito mil pessoas, a galera estava MUUUIIIITO agitada (eram garrafas de água voando, CDs, papéis higiênicos… mas apesar da bagunça, estava tudo relativamente calmo… só a bagunça normal em shows como esse).

A banda, que antes era conhecida pelos quadros humorístico “Hermes e Renato”, da MTV, acabou se tornando realmente uma banda de verdade, fazendo shows em todo o Brasil com uma legião de fãs. Com músicas com letras escrachadas, Detonator (vocal), Headmaster e Blond Hammet (guitarras), Metal Avenger (baixo) e Jimmy “The Hammer” (bateria), apresentou vários de seus “clássicos”, abrindo com a “Metal is the Law” e passando por várias outras como, “Cereal Metal” (nesta música Detonator estava com uma caixa gigante de cereal jogando na galera), “Evil Papagali” (um boneco de papagaio diabólico aparece no palco – parecia um Chocobo), “Metal Land”, “Metal Dental Destruction” encerrando com a aguardada, e maior “hit”, “Metal Bucetation”. Entre as músicas tivemos algumas encenações típicas dos quadros da MTV, com a presença dos personagens Boca e Joselito e declarações de Detonator dizendo que havia sido convidado pelo Jiraiya para participar no Anime Friends.

Set List do show:

– Metal is the Law

– Evil Papagali

– Cereal Metal

– Lets Ride to Metal Land

– Mental Dental Destruction

– Metal Milkshake

– Metal Massacre Attack

– Metal Bucetation


Sexta – Feira

Na Sexta-Feira estava programado um show com Yumi Matsuzawa, mas os três cantores acabaram cantando neste dia. Como era uma prévia do que seria o principal show de Domingo, na sexta eles cantaram sem a banda, em cima de versões karaokês.

Mas antes disso houve uma coletiva de imprensa com os três artistas japoneses. Estavam de muito bom humor e super simpáticos, sempre sorrindo e fazendo poses para fotos. De um lado os três sentados e do outro de 40 ou 50 representantes de veículos especializados, que participaram da coletiva fazendo perguntas e tirando fotos… muitas fotos.

Quando perguntados como era estar aqui no Brasil e qual a sensação de cantar para o público brasileiro, Yumi Matsuzawa respondeu que ficou um pouco preocupada com a onda de violência em São Paulo (a imagem do Brasil não é das melhores lá fora), mas que ficou mais tranquila quando chegou e foi recebida com muito carinho pelos brasileiros, e disse ainda que “o chocolate aqui é muito gostoso”.

Já Hiroshi Kitadani disse estar muito entusiasmado com a sua primeira viagem internacional e por estar aqui no Brasil. Ele disse ainda que gostaria de experimentar coisas típicas daqui, como a cachaça brasileira e o churrasco.

Masaaki Endo, o único que já esteve aqui antes em 2004, fez muitos elogios e disse que ama o Brasil e o povo brasileiro.

Yumi Matsuzawa exibia belos sorrisos enquanto atendia os fãs

Quando perguntada como ela foi escolhida para cantar o tema da saga de Hades, Chikyuugi, Matsuzawa respondeu que havia participado de um concurso que tinha como objetivo escolher uma cantora nova, mas que não sabiam que ela já era uma cantora de animesongs com experiência. No final ela ganhou o concurso (mesmo não sendo uma novata) e conheceu Masami Kurumada, o autor dos Cavaleiros do Zodíaco, criando uma grande amizade com ele. Ela ainda disse que estava tomando banho em um ofurô (banheira japonesa) quando veio então o “lá lá lá lá…” da música. Ela ligou para o seu produtor e começaram a trabalhar na canção. Ela também disse que, para compor as músicas da série, ela leu vários materiais relacionados com o desenho.

Kitadani falando sobre sua inspiração para compor músicas, disse que prefere conseguir o máximo de informações sobre o anime em questão, para então criar as músicas. Já Masaaki Endo tem uma maneira peculiar de compor músicas: andando. Diz ele que compõe enquanto anda. Se tiver uma batida rápida, seus passos aceleram, até achar uma sincronização da batida com os passos. Disse ainda que prefere começar a compor pelo refrão.

Endo e Kitadani agitaram o palco do Anime Friends fazendo o público pular

Quando perguntado sobre o que acha das adaptações das animesongs para outras línguas, Kitadani respondeu que não se importa muito, desde que adaptação mantenha a essência da música original, tanto na melodia como na letra (como por exemplo a Pegasus Fantasy dos CdZ), ao invés de mudar completamente a música, como aconteceu com a sua música tema de One Piece aqui no Brasil.

Perguntaram se eles conheciam alguma coisa sobre a música brasileira, Kitadani respondeu não conhecer muito e que é um assunto novo para ele. Disse ter ouvido um pouco um CD lançado recentemente com uma música gravada pelo Ronaldinho Gaúcho (vixi, coitado).

Já Yumi disse gostar de Bossa Nova, como “Garota de Ipanema” e que havia comprado um CD da cantora Nara Leão. Endo disse que também gosta de Bossa Nova, mas que prefere grupos mais novos, como Angra.

Terminada a coletiva, os cantores se retiraram para se aprontar para o show que viria logo em seguida. Masaaki Endo abriu o show cantando duas músicas, logo em seguida veio Hiroshi Kitadani e depois Yumi Matsuzawa, também cantando duas músicas cada.

Masaaki Endo abriu o show com o tema de Gaogaigar

Hiroshi Kitadani fez a galera cantar com o tema de One Piece

Como a noite estava programada para a Yumi, fizeram algumas perguntas para ela no palco. Aliás, deixa eu aproveitar e dizer que essa japa é muito linda! Ela estava com uma roupa diferente da coletiva, um vestido rosa e branco. Extremamente simpática, falou em bom português “obrigada” e “amo vocês” diversas vezes.

Conversei rapidamente com os três cantores. Masaaki Endo é a figuraça em pessoa. Sempre fazendo caretas e muito brincalhão, ele chegou para mim e perguntou meu nome. Eu, para fazer uma média, respondi “watashi wa Marushio” (meu nome é Márcio). Ele deu uma risadinha e disse “marushio…. márcio né?”. Brincadeiras a parte, ele me disse que estava muito contente em voltar ao Brasil e que estava muito ansioso pelos shows. Hiroshi Kitadani também é muito simpático, perguntou se eu havia assistido o show de sexta-feira (eu falei com ele no sábado) e se eu tinha gostado. Fez alguns elogios para as mulheres brasileiras. Já Yumi Matsuzawa é o encanto em pessoa, muito cheirosa e delicada, ela me disse que ficou surpresa ao ver o assédio dos fãs brasileiros.

Yumi Matsuzawa fechou com o tema da saga de Hades

Quando perguntada se estava gostando de cantar para o público brasileiro, disse que estava muito animada e que o público passava muita energia. Ela falou ainda sobre os Cavaleiros do Zodíaco, que ela lia desde criança e que foi uma grande honra para ela poder compor para o anime. Também disse que o personagem Seiya, que batalha muito para superar seus problemas, é uma grande fonte de inspiração para ela.

Perguntaram para ela o que havia achado da caipirinha e do churrasco. Ela respondeu que uma amiga brasileira apresentou a caipirinha para ela e que havia adorado (pingunça, eheh).

Depois disso ela saiu do palco e Masaaki Endo voltou para cantar outra música. Gritando “E aí galera”, ele engatou a melosa “Far Way” e logo após a agitada “Ultraman Dyna”. Kitadani veio em seguida cantando mais duas músicas e Yumi Matsuzawa voltou para fechar o show com duas músicas dos Cavaleiros, Dearest e Chikyuugi.

Set List

1. Yuusha ou Tanjou (Masaaki Endo)
2. Crush Gear Fight!! (Masaaki Endo)
3. We Are! (Hiroshi Kitadani)
4. Go! Go! Rescue (Hiroshi Kitadani)
5. You get Burning (Yumi Matsuzawa)
6. Dare mo shiranai chizu de (Yumi Matsuzawa)
7. Far Away (Masaaki Endo)
8. Ultraman Dyna (Masaaki Endo)
9. Searching for myself (Hiroshi Kitadani)
10. Seinaru Kemonotachi (Hiroshi Kitadani)
11. Dearest (Yumi Matsuzawa)
12. Chikyuugi (Yumi Matsuzwa)

Sábado

No terceiro dia do evento já havia uma movimentação bem mais intensa do público no evento. Salas lotadas, estandes com movimentação frenética, eram poucos os lugares onde havia um espaço para poder descansar. Neste dia, além do show principal no fim de noite, que também contou com a presença dos três cantores, como no dia anterior, haveria no evento a quarta edição do Prêmio Yamato, o Oscar da Dublagem brasileira. Com a presença de vários profissionais da área, como dubladores, técnicos, tradutores, entre outros, marcarem presença na celebração.

Entre os vários dubladores que lá estavam, os mais ovacionados pelo público foram a dubladora carioca Selma Lopes, que dubla a voz da Marge em Os Simpsons e Waldyr Sant´anna, o Homer Simpson, que o público implorava para ouvir a voz do consagrado personagem da série. Porém, mais ovacionada que os dois dubladores, foi Natalie Seki, a “japinha” que entregava os prêmios do Oscar da Dublagem. Cada vez que ela subia no palco, o público delirava e gritava “japinha, japinha, japinha”. Ela já participou das outras edições do Oscar da Dublagem (eu me lembro bem dela, eheh) mas só agora fez um tremendo sucesso.

Confira abaixo a lista dos vencedores:

Melhor Dublagem
Full Metal Alquemist (Maria Inês Moane – Álamo / Stefania Granito – Animax)

Melhor Diretor (empate)
Chaves Redublagem (Patrícia Scalvi e Lúcia Helena – Studio Gabia)
Liga Da Justiça Sem Limites (Miriam Ficher – Cinevídeo)

Melhor Redublagem ou Continuação
Pokémon – 7ª Temporada (Edeli Cremonese – Centauro)

Melhor Dubladora
Fernanda Fernandes (Kim – Kim Possible – Delart)

Melhor Dubladora Coadjuvante
Cecília Lemes (Chiquinha – Chaves Redublagem – Studio Gabia)

Melhor Dublador
Marcelo Campos (Edward – Full Metal Alquemist – Álamo)

Melhor Dublador Coadjuvante
Hermes Baroli (Roy – Full Metal Alquemist – Álamo)

Melhor Revelação
Samira Fernandes (Sakura – Sakura Wars – Centauro)

Melhor Técnico de Som
Batman Begins (Delart)

Melhor Mixador
Madagascar (Áudio Corp)

Melhor Tradução ou Adaptação
Full Metal Alchemist (Arnaldo Oka e Marcelo Del Greco – Álamo)

Melhor Trilha Sonora Adaptada
Pokémon Advanced (Fernando Jason – Centauro)

Melhor Narração ou Locução
Marcio Seixas (A Fantástica Fabrica De Chocolate – Delart)

Melhor Mídia Especializada
Christiano Torreão (Eu Adoro Filme Dublado – Orkut)

Série Homenageada Do Ano
Os Simpsons

Hiroshi Kitadani abriu o show do segundo dia

Assim que terminou o Oscar da Dublagem, veio o show principal da noite, que estava previsto apenas apresentações de Masaaki Endo e Hiroshi Kitadani, mas Yumi Matsuzawa acabou participando também. O show começou com Hiroshi Kitadani, que usando roupas simples (calça jeans, camisa preta e uma blusa branca) agitou a galera cantando o tema de One Piece, “We Are!”, com certeza sua música mais famosa por aqui (apesar da versão brasileira ser bem diferente da original), seguida pela “Searching for Myself”, da série Kamen Rider Agito.

Em seguida veio uma breve entrevista com o cantor, que disse estar muito emocionado ao ver a paixão e a energia do público brasileiro ao cantar as músicas. Ele também falou que, quando foi feita a versão anime de One Piece vários cantores mandaram fitas com músicas e que ele acabou sendo escolhido para interpretar a música tema do anime.

Quando perguntado do que ele achou do Zico na seleção japonesa, ele respondeu que no Japão o Zico é muito famoso e consagrado e que foi uma pena (?) o Japão ter perdido para o Brasil, mas que mesmo assim ele ficou feliz com o desempenho.

Masaaki Endo só elogios para os fãs brasileiros

Logo depois Masaaki Endo entrou no palco cantando mais duas músicas. Ele também respondeu algumas perguntas e disse que a maior diferença que ele notou entre os fãs brasileiros e os japoneses é que, apesar do público japonês ter uma grande paixão, ele sente uma paixão maior, uma energia muito mais forte do público brasileiro. Elogiou a capirinha e o churrasco brasileiro.

Yumi Matsuzawa, chegada numa caipirinha

Em seguida entrou Yumi Matsuzawa cantando mais duas músicas. Ela esbanjava simpatia e beleza ao acenar e sorrir para o público e falando frases em português como “obrigada”, “como vão vocês” e “boa noite”.

Kitadani voltou e levou o público ao delírio ao cantor Pegasus Fantasy, tema dos Cavaleiros do Zodíaco. Outras músicas muito aguardadas foram Bakuryu Sentai Abaranger de Masaaki Endo e Chikyuugi, de Yumi Matsuzawa, que fechou o show.

Segue abaixo o Set List do show:

1. We Are! (Hiroshi Kitadani)
2. Searching for myself (Hiroshi Kitadani)
3. Senshiyo, Tachiagare (Masaaki Endo)
4. Clown (Masaaki Endo)
5. Kimi to onaji aozora (Yumi Matsuzawa)
6. Dearest (Yumi Matsuzawa)
7. Madan Senki Ryukendo (Hiroshi Kitadani)
8. Pegaus Fantasy (Hiroshi Kitadani)
9. Genkai Battle (Masaaki Endo)
10. Bakuryu Sentai Abaranger (Masaaki Endo)
11. Asu no egao no tame ni (Yumi Matsuzawa)
12. Kimi to onaji aozora (Yumi Matsuzawa)
13. Chikyuugi (Yumi Matsuzawa)

Domingo

os três cantaram juntos em performances inéditas para o Brasil

O último e mais aguardado dia do evento, que estava completamente lotado. Todos esperavam pelo mega – show principal Super Friends Spirits. O gramado do show estava completamente lotado, assim como corredores e prédios, da onde as pessoas se amontoavam nas janelas para assistirem ao show. Desta vez o show principal contou com a presença de uma banda brasileira e a participação especial de Ricardo Cruz, que cantou junto com Endo e Kitadani duas músicas do JAM Project, do qual o brasileiro faz parte.

Endo e Kitadani dividiram o palco em grandes duetos

O show começou no horário, que estava previsto para as 20h, quando entrou no palco o apresentador Celso Likio (locutor da Rádio Fênix). Masaaki Endo foi o primeiro a entrar, com muita energia (dos três cantores, era o que mais pulava e corria pelo palco) abriu o show com a energética Bakuryu Sentai Abaranger.

Yumi encantou o público, especialmente o masculino

Os artistas foram se alternando durante as apresentações, ora cantando sozinhos, ora cantando em duplas ou todos juntos no palco. Yumi Matsuzawa simplesmente roubou a noite, entre os três era a mais ovacionada (bom, o público era formado em sua maioria por homens). Ela estava com um quimono japonês e com o cabelo preso e fez muito sucesso. Enquanto cantava, acenava e sorria para o público e até tentava ler as plaquinhas com frases que erguiam para ela ler.

Tivemos ainda versões acústicas de algumas músicas e a participação de Ricardo Cruz. O show terminou com todos cantando a Pegasus Fantasy em comemoração aos 20 anos de Saint Seiya, desde sua criação em 1986.


Set List do Super Friends Spirits 2006

1. Bakuryu Sentai Abaranger (Masaaki Endo)
2. Majin Gattai! MagiKing (Masaaki Endo)
3. We are! (Hiroshi Kitadani)
4. Taiyou no Transform! (Hiroshi Kitadani)
5. Daremo Shiranai Chizu De (Yumi Matsuzawa)
6. Kimi to Onaji Aozora (Yumi Matsuzawa)
7. Clown – acústico (Masaaki Endo)
8. Hajimete no Chuu – acústico (ME, HK, YM)
9. Dearest (Yumi Matsuzawa)
10. Nageki no Rozario (ME, HK)
11. GONG (ME, HK, RC)
12. Neppu! Shippu! Cybuster (ME, HK, RC)
13. My Dear (Yumi Matsuzawa)
14. Madan Senki Ryukendo (Hiroshi Kitadani)
15. Carry On (Masaaki Endo)
16. You Get to Burning (Yumi Matsuzawa)
17. Hatenaki Inochi (Hiroshi Kitadani)
18. Senshiyo Tachiagare (Masaaki Endo)
19. Chikyuugi (Yumi Matsuzawa)
20. Pegasus Fantasy (ME, HK, YM)

Video dos 3 cantando Hajime No Chuu


Escute aqui algumas músicas do show

Bakuryu Sentai Abaranger (Masaaki Endo)

We are! (Hiroshi Kitadani)

Chikyuugi (Yumi Matsuzawa)

Pegasus Fantasy (ME, HK, YM)


Outras matérias

Diário Anime Friends 2003

Diário Anime Friends 2004

Ressaca Friends 2004

Diário Anime Friends 2005



Galeria de Fotos

[nggallery id=40]

Namida yori mo yasashii uta wo, kanashimi yori sono nukumori wo…