Share Button

Surgiu nesta segunda-feira a notícia de que a Konami anunciou planos para reestruturar seus departamentos internos a partir do dia 1º de fevereiro, essencialmente dissolvendo suas divisões de produção 1, 2 e 3.

Isso é algo que outras empresas de grande porte, como a Sega e a Square Enix, já fizeram no passado, para se adequar às tendências de mercado.

Entretanto, alguns sites publicaram a notícia fantasiosa e sensacionalista de que isso poderia significar o fim da produção de jogos por parte da Konami, o que está bem longe da verdade.

A Konami apenas dissolveu as divisões de produção, mas os departamentos de produção continuam ativos, ou seja, ela não vai parar de fazer jogos e provavelmente não vai vender as IPs para a Sony, Microsoft, Nintendo ou outra empresa, apesar de muitos jogadores desejarem isso.

Nos últimos anos, a Konami criou duas ótimas coletâneas de Contra e Castlevania para consoles e PC, investiu na Unreal Engine para aumentar o realismo em Pro Evolution Soccer 2022 (também está patrocinando várias equipes de futebol), colocou as trilhas sonoras de Castlevania no Spotify e relançou alguns jogos clássicos para PC via GOG.

Embora todos nós gostaríamos que ela lançasse novos títulos AAA de suas franquias consagradas, ela vem apostando em jogos de menor custo nos consoles, PC e mobile, estratégia que vem dando certo financeiramente. Enquanto isso não mudar, a Konami continuará tocando o barco desta forma, já que está ganhando muito dinheiro assim.

Via @Nibellion e Siliconera