Share Button

Divulgação

Após o tiroteio a um supermercado da rede Walmart no Texas, Estados Unidos, que deixou mais de 20 mortos no sábado (03), e o assassinato de dois gerentes de uma loja no Mississippi no dia 30, a empresa enviou um comunicado para os funcionários removerem todos os anúncios e propagandas relacionadas a jogos considerados violentos.

A situação piorou quando o presidente Donald Trump relacionou os ataques aos videogames pela “glorificação da violência em nossa sociedade“.

Confira abaixo comunicado da empresa para os funcionários:

Parte do comunicado aos funcionários diz:

  • Desligue ou desconecte qualquer console de videogame que mostre uma demonstração de jogos violentos, especificamente unidades PlayStation e Xbox;
  • Cancele qualquer evento que promova jogos de tiro em estilo de combate ou de terceira pessoa que possam ser agendados em Eletrônicos;
  • Verifique se nenhum filme representando violência está sendo reproduzido;
  • Desative todos os vídeos da temporada de caça que possam estar sendo reproduzidos em Artigos Esportivos e remova quaisquer monitores ou monitores que mostrem os vídeos;
  • Verifique todos os anúncios em toda a loja e remova todas as referências de jogos de combate ou de tiro em terceira pessoa.

O Walmart ainda enfrenta outra polêmica, por continuar a vender armas de fogo, apesar dos inúmeros protestos de clientes e internautas. De acordo com um porta-voz, o Walmart não tem planos de mudar suas políticas de porte nas lojas e venda de armas.