Share Button

Divulgação

A publisher 3D Realms está enfrentando um processo de US$ 2 milhões contra violação de marca registrada movida pela banda de heavy metal Iron Maiden. As informações são do site GamesIndustry.

O processo, arquivado no início desta semana na Califórnia, EUA, é em relação ao jogo que está em acesso antecipado Ion Maiden, da desenvolvedora Voidpoint.

Segundo o documento, o logotipo do jogo é “quase idêntico” à marca da banda em “aparência, som e impressão comercial geral“.

Outra alegação feita afirma que a personagem principal do jogo, Shelly Harrison, do jogo Bombshell, é batizada em homenagem ao principal compositor da banda, o baixista Steve Harris e que o ícone da bomba de caveira do jogo é baseado na famosa mascote do Iron Maiden, Eddie.

A 3D Realms divulgou a seguinte declaração sobre as alegações feitas pelo Iron Maiden:

Recentemente, ouvimos falar de um processo aberto na Califórnia pela banda Iron Maiden, alegando que nosso jogo de tiro em primeira pessoa Ion Maiden está infringindo sua marca registrada.

O processo afirma que nossa personagem principal, Shelly Harrison, que originalmente estreou em Bombshell de 2016, é baseada em seu músico Steve Harris; nosso ícone de bomba de caveira encontrado no jogo é baseado no mascote Eddie; nosso logo em si é baseado no deles; e outras alegações frívolas.

Nós da 3D Realms, nossos copublicadores 1C Entertainment e a desenvolvedora Voidpoint analisaremos nossas opções assim que recebermos uma notificação oficial da ação para tomarmos as decisões necessárias no momento apropriado.

Independentemente disso, todos continuam trabalhando diligentemente no Ion Maiden para oferecer a melhor experiência possível ainda este ano“.

Ion Maiden está disponível no Steam via acesso antecipado pelo valor de R$ 37,99.