Share Button

Se você era um “rato de fliperama” nos gloriosos anos 80/90, certamente deve se lembrar das diversas máquinas de pancadaria da Capcom, que era a rainha do gênero. E já imaginou se existisse uma coletânea reunindo esses clássicos para a geração atual?

Bom, ela existe e se chama “Capcom Beat ‘Em Up Bundle“, lançada recentemente nas plataformas Nintendo Switch, PC (Steam), PlayStation 4 e Xbox One. A Capcom definiu bem o gênero beat’m up (luta de rua) nos arcades durante o seu auge, oferecendo vários bons títulos para o pessoal gastador de fichas.

Este pacote traz sete títulos clássicos da empresa, confira quais são:

FINAL FIGHT

Jogo que dispensa apresentações. Lançado em 1989, foi um divisor de águas no gênero, que antes tinha como principal representante a série “Double Dragon”. Uma curiosidade: ainda na prancheta, o game foi idealizado para ser uma sequência do original “Street Fighter”, e seria batizado de “Street Fighter ’89”, mas acabou ganhando personalidade própria e virou “Final Fight” mesmo.

THE KING OF DRAGONS

“The King of Dragons” sai do cenário urbano de “Final Fight” e entra no clima medieval de fantasia, atmosfera essa que aparentemente a Capcom gostava bastante, já que lançou vários títulos com esse tema. Até três jogadores podem jogar simultaneamente e escolher entre cinco guerreiros (Elf, Wizard, Fighter, Cleric e Dwarf), cada qual com suas características. O jogo também incorpora alguns elementos de RPG, como uso de magias e progressão de níveis do personagem, que faz com que sua barra de energia, ataque e defesa aumentem.

CAPTAIN COMMANDO

“Captain Commando” é outro clássico bastante lembrado pelos fãs de flipers, com uma história que se passa num futuro próximo na cidade de Metro City (a mesma de Final Fight), onde uma gangue de super-criminosos geneticamente/ciberneticamente alterados ameaçam a todos. Agora para salvar o dia, até quatro jogadores simultâneos podem escolher entre os quatro membros do Team Commando.

KNIGHTS OF THE ROUND

“Knights of the Round”, que pode ser traduzido para nós como Cavaleiros da Távola Redonda, é um jogo baseado na mitologia do Rei Arthur, Excalibur e seus cavaleiros. O jogo apresenta uma história original: assim que Arthur retira Excalibur da pedra, já adulto, Merlim dá a ele uma missão: recuperar o Cálice Sagrado que está nas mãos do terrível rei Garibaldi e no processo salvar e unificar a Inglaterra. Para isso ele conta com a ajuda de seus dois companheiros, Lancelot e Perceval. Assim como em “The King of Dragons”, o jogo possui um sistema de level-up, baseado na pontuação alcançada no decorrer da partida, que vai melhorando suas armas e armadura. Até três pessoas podem jogar simultaneamente.

WARRIORS OF FATE

Lançado em 1992, esse jogo não ficou tão conhecido aqui no Brasil como os anteriores. Ele é ambientado na China Antiga com narrativa baseada no romance histórico chinês “Romance dos Três Reinos”. Até três jogadores podem jogar simultaneamente e escolher entre quatro personagens diferentes.

ARMORED WARRIORS

Lançado em 1994, “Armored Warriors” leva a briga de rua para os “mechas”, ou robôs gigantes se você não conhecer o termo. A história se passa em 2281 mostrando o exército da Terra em um conflito com aliens do planeta Raia. São quatro mechas selecionáveis e até três pessoas podem jogar juntas. Além do tema, outro grande diferencial do jogo é a possibilidade de adicionar partes dos inimigos derrotados em seu robô, oferecendo assim novas formas de ataques. E quando jogado em conjunto, os robôs podem se unir formando um Megazord com ataques devastadores. Apesar de toda essa criatividade, o jogo também não é muito conhecido por aqui.

BATTLE CIRCUIT

E por fim temos “Battle Circuit”, lançado em 1997, época já decadente para os Beat ‘Em Ups. Esse é mais um jogo com temática futurista em uma realidade alternativa, que apresenta um grupo de caçadores de recompensa em busca de um cientista louco chamado Dr. Saturn e do programa de segurança mega sofisticado conhecido como “Shiva System”. O jogo possui uma pegada de comics, por isso é meio bizarro com vários personagens esquisitões. Como diferencial tem um sistema de compra de golpes, onde após adquirir uma quantidade de pontos, o jogador pode comprar novas técnicas para o seu personagem, com comando similares á de Street Fighter. Bizarrice é o charme desse game.

AUSÊNCIAS DE OUTROS CLÁSSICOS

Sem dúvida é ótimo pode jogar sete clássicos da Capcom em um único pacote, mas a ausência de alguns títulos famosoS puderam ser sentidas (talvez por envolverem marcas e licenças de outras empresas). Títulos marcantes como “Alien vs. Predator“, “Cadillacs and Dinosaurs“, “The Punisher” e a série “Dungeons & Dragons” deixam um grande buraco nessa coletânea que poderia ser mais completa.

Outro problema é que o pacote em si não traz muitos bônus ou extras, além das já manjadas galerias de artes conceituais para cada game. Nem mesmo diferentes filtros de imagens são oferecidos ou legendas e menus em português. Fica a impressão de relaxo em oferecer alguns mimos a mais para os fãs.. Ao menos a emulação audiovisual está perfeita, incluindo todos os detalhes dos jogos originais.

Outra questão que merece ser mencionada é o preço de R$ 61 nas versões para PlayStation 4 e Xbox One, US$ 20 no Switch e a mais justa de todas, R$ 40 no PC (versão ainda não disponibilizada no Steam).