Share Button

Os personagens Coringa e Arlequina são conhecido nos quadrinhos da DC Comics por arrumarem confusão por onde passam, algo que um casal de “cosplayers eróticos” acabou sentindo na própria pele.

O que prometia ser uma noitada de “diversão adulta” em uma festa de swing em uma popular casa noturna australiana, acabou com tiros da polícia e duas pessoas baleadas – enquanto faziam sexo, de acordo com informações do jornal local 9 News.

Durante a madrugada do último sábado (8), Zita Sukys e Dale Ewins, que estavam vestidos como os icônicos vilões dos quadrinhos, foram surpreendidos e baleados pela polícia, que atendeu a um chamado reportando que havia uma pessoa armada na festa.

O problema é que a arma era de brinquedo, de acordo com funcionários do local. O Coringa levou um tiro no peito, enquanto a Arlequina foi ferida na perna. Felizmente os ferimentos não foram graves e os dois passam bem.

o casal baleado (imagem via DailyMail/Facebook)

Segundo Lisa Hardeman, superintendente da polícia, o homem teria apontado sua arma de brinquedo para os policiais e “se recusou a abaixar a pistola quando solicitado“.

Quando uma arma é apontada para você, nessas circunstâncias, o policial não consegue identificar se aquele é um revólver real ou de mentira“, declarou.

Mas, do outro lado da história, a dona a casa de swing, Martha Tsamis, contou uma versão diferente do ocorrido em seu perfil no Facebook.

O homem não estava segurando nada em suas mãos, na verdade, ele estava em uma posição comprometedora com a sua parceira, o que é uma atividade normal em eventos como esses“, explicou.

Arlequina sendo atendida pela emergência (imagem via 9News)

Essas festas são pré-reservadas para adultos, que devem primeiro se registrar com os organizadores do evento. Esses eventos acontecem há aproximadamente há 20 anos sem incidentes, com participantes fantasiados que se envolvem em fantasias de sexo de outras pessoas. As roupas e os acessórios são sempre mostrados para a segurança como condição de entrada. A segurança verificou que um acessório de brinquedo de plástico foi exibido e passou, informação essa que foi dada à polícia na chegada”, disse ainda.

“Ninguém no evento veio a nós para informar dessa preocupação [com a arma de plástico], mas aparentemente alguém fez uma chamada anônima para a polícia. A equipe e a segurança declararam com veemência que em nenhum momento fizeram uma chamada à polícia para obter assistência, ou, de fato, viram a necessidade para talA segurança reportou que poderia lidar com a situação internamente, mas os policiais ignoraram a sugestão, invadiram a festa e deram três tiros e usaram um taser, resultando em duas pessoas seriamente feridas“.

Em todo caso já sabem, se forem participar de alguma festa de swing, melhor deixar os acessórios em casa!

Zita Sukys, a mulher baleada (imagem via DailyMail/Facebook)