Share Button
Djoko foi um dos responsáveis pela campanha de sucesso da paiN na conquista do último Split do Circuitão (Foto: Divulgação/Riot Games)

Embora tenha retornado à elite rodeada de altas expectativas, a paiN Gaming ainda não se encontrou no CBLoL e vive uma fase difícil neste 2° Split da competição. O time chegou à amargar cinco derrotas consecutivas nas últimas semanas, quebrando o jejum no último sábado, com uma vitória em cima da Team oNe. Sem conseguir manter o bom ritmo, os tradicionais voltaram a perder no domingo, preocupando ainda mais a situação na competição. 

O Game Hall conversou com o técnico Thiago “Djoko”, que comentou sobre o momento da equipe, o nível do campeonato brasileiro, a pressão exercida sobre o time e a preparação para o restante da competição. 

O que você acredita que vem acontecendo com a equipe considerando os resultados recentes?

Djoko: Na tentativa de descobrir como usar melhor o talento dos nossos jogadores, acredito que passamos por um momento bem complicado nas últimas semanas. Isso, somado ao baixo desempenho individual e do jogo em equipe, culminaram nos resultados.

Mesmo com os resultados abaixo do esperado, o time está empatado com outras duas equipes (CNB e INTZ) na tabela e apenas um ponto a separa do terceiro e quarto colocado (Uppercut e Redemption). Como você avalia o nível da competição atualmente?

Djoko: Acredito que o nível do CBLoL subiu consideravelmente nesta edição. Ainda estamos muito abaixo de cenários como o europeu, coreano ou norte-americano, mas a disputa de meio de tabela certamente está muito acirrada.

Você acha que a pressão de voltar ao CBLoL está afetando o time como um todo?

Djoko: Estar na paiN por si só já é uma grande responsabilidade, independente do campeonato ou jogo. O CBLoL sempre foi o lugar da equipe e não acredito que esse time de pressão afete a nossa performance.

Como tem sido a preparação para mudar os últimos resultados e quais as expectativas o decorrer da competição?

Djoko: Se estávamos dando 100%, estamos dando 120% e treinando de forma cada vez mais disciplinada, buscando corrigir os erros das últimas rodadas e sendo mais flexíveis. Espero que neste fim de semana e nos próximos nós possamos mostrar de forma mais fidedigna a qualidade da nossa equipe nos jogos oficiais.