Share Button

A CD Projekt terá problemas judiciais nos próximos meses. Conforme relatado pela Bloomberg e Polygon, um escritório de advocacia chamado Rosen Law nos EUA anunciou que abriu um processo contra a empresa, alegando que o estúdio fez “declarações falsas e/ou enganosas” sobre o game, mentindo para os investidores quanto ao verdadeiro estado de Cyberpunk 2077 antes dele ser lançado e falhou em dizer que o jogo “estava virtualmente injogável” no PS4 e Xbox One devido a “um número enorme de bugs”.

O processo está representando investidores que compraram ações da desenvolvedora entre janeiro e dezembro de 2020.

Dias atrás, foi informado pelo jornal The New York Times que há a possibilidade da CD Projekt também ser processada na Polônia (onde a empresa está localizada), por ter mentido aos investidores para obter recursos financeiros.

Vale lembrar que os chefes da CD Projekt informaram que Cyberpunk 2077 estava completamente jogável no PS4 e Xbox One, o que foi desmentido assim que o jogo foi lançado em 10 de dezembro.

A empresa reconheceu os erros ao não mostrar o jogo rodando nos consoles da geração passada antes do lançamento, iniciou uma campanha de reembolso com a Sony e Microsoft para aqueles que desejassem ter seu dinheiro de volta e prometeu duas atualizações substanciais que chegarão no começo de 2021, as quais prometem melhorar o jogo tanto nos consoles quanto no PC.