Notícias

Vale a pena comprar os Challenger Decks 2021? Confira nossa análise

Dia 26 de março chega a nova linha de decks construídos focados no Standard. E nesse momento todos os jogadores se perguntam se vale a pena comprar os Challenger Decks 2021. Pois bem, hoje vamos analisar as quatro listas e discutir sobre isso.

O que são os Challenger Decks?

Em resumo, o Challenger Deck é uma linha de produtos preparada para o formato Standard (Padrão), ou seja, decks com cartas das coleções mais recentes. E não apenas isso, eles contam com cards sinérgicos e com poder competitivo.

Embora ainda precisem de ajustes na base de mana ou adição de mais uma cópia da carta X ou Y, por exemplo, eles continuam sendo ótimos e estão prontos para jogar e garantir algumas vitórias nas lojas da sua região. E como isso é possível? A Wizards se baseia nas listas de torneios recentes, isto é, os meta decks. Veja a seguir os quatro temas de 2021.

Azorius Control

Challenger Decks 2021
Fonte: Wizards of the Coast.

O deck Azorius é baseado na lista de Paulo Vitor Damo da Rosa, o brasileiro campeão do  MTG: World Championship 2019.  A estratégia é retirar recursos dos oponentes, exilando permanentes, destruindo criaturas e anulando mágicas. Em seguida, vem a sua investida, com criaturas e encantamentos aptos a povoar o seu campo de batalha. Diga-se de passagem, ele tem a deck list mais cara da coleção. Adquiri-lo na forma de singles custa no mínimo R$ 363,00.

Dimir Rogue

Challenger Decks 2021
Fonte: Wizards of the Coast

O Dimir Rogue também segue a linha de deixar os oponentes sem recursos, mas com outra estratégia: triturar cartas. Esta habilidade é mais conhecida como Mill, que em outras palavras significa  retirar cartas do grimório do oponente e enviá-las para o cemitério.

Uma das maneiras de ganhar uma partida de MTG é deixando o adversário sem cartas, e é justamente isso que esse deck é capaz de fazer. O deck gira em torno de 5 criaturas diferentes capazes de millar e 5 mágicas distintas de remoção. Adquiri-lo na forma de singles custa no mínimo R$ 245,00.

Mono-Red Aggro

Challenger Decks 2021
Fonte: Wizards of the Coast

A ideia de um Mono-Red aggro é bater e causar dano direto antes que o oponente tenha fôlego para se recuperar. Ao mesmo tempo precisa estar preparado para lidar com lampejo ou remoções, por exemplo. O Mono-Red de 2021 busca o equilíbrio, com 27 criaturas (mais 2 de sidboard) e mágicas de dano direto.

Adquiri-lo na forma de singles custa no mínimo R$ 233,00. Os grandes destaques são Brasolâmina (Embercleave) e Esmagamento de Quebra-crânio (Shatterskull Smashing), pois são cards bastante procurados e de valor elevado.

Mono-Green Stompy

Challenger Decks 2021
Fonte: Wizards of the Coast.

É a primeira vez que temos um Mono-Green dentre os Challenger Decks. O Stompy veio para mostrar a força do verde. O foco aqui é criar uma barreira de criaturas que ficam maiores a cada turno, graças aos marcadores. Ao passo que certas habilidades vão se desencadeando as criaturas recebem +1/+1, ganhando mais poder e resistência.

Embora a Wizards não tenha colocado a Fera das Demandas (Questing Beast) no pacote, ele continua sendo um deck altamente agressivo que pode garantir uma vitória rápida. Adquiri-lo na forma de singles custa no mínimo R$ 222,00.

Afinal de contas, vale a pena comprar os Challenger Decks 2021?

Sim, vale a pena. Como dito anteriormente, esses produtos vem “de fábrica” preparados para partidas competitivas. Além disso, eles contam com um sideboard de 15 cartas para ajustar o estilo de jogo.

Justamente por serem mais baratos do que a compra de singles, ou seja, de forma individual, eles se tornam um investimento viável. Principalmente para jogadores que querem participar de campeonatos locais.

Outro ponto positivo é que é mais fácil e barato fazer um upgrade em cima desse tipo de deck, e logo após a rotação eles continuam com potencial para se jogar no Pioneer e Modern.

Artigos relacionados