Share Button

Você já ouviu sua música inúmeras vezes em seus jogos Final Fantasy favoritos, mas há muito mais na personalidade do compositor Nobuo Uematsu do que “One Winged Angel”.

O site Kotaku listou curiosidades interessantes que o famoso compositor revelou durante uma entrevista em uma convenção de animes (Anime Boston 2010). Confira abaixo alguns trechos da entrevista, com algumas coisas que você provavelmente não sabia sobre o homem por trás de trilhas sonoras célebres de Final Fantasy, Chrono Trigger e vários outros RPGs clássicos.

Ele nem sempre quis ser um compositor

Na verdade, Nobuo disse que em seus dias de colégio, ele planejava se tornar um lutador de luta-livre profissional quando crescesse. Mas depois de aprender a tocar piano com 11 anos de idade, ele começou a mudar de ideia. Entretanto, ele considerou sua carreira musical como um “bico”, até começar a trabalhar para a Square em 1985. Ele disse que ainda assiste à lutas-livres profissionais quando tem tempo.

Sua composição favorita não é Final Fantasy VII

Se esta trilha sonora é uma das mais famosas da sua carreira, ele disse preferir muito mais os arranjos do game Blue Dragon.

Blue Dragon é jogo exclusivo para o X360,e além de Uematsu conta com a direção de Hironobu Sakaguchi, “pai” de FF

Ele gostaria de vestir um cosplay… de chocobo

Este ano, o Anime Boston pode ter sido o primeiro evento de animes de Nobuo, mas ele disse que depois da experiência, vai vender a ideia. Disse que no próximo ano, gostaria de usar um cosplay de chocobo. Se isso acontecer, com certeza terá vários fanboys com gigantescos Afros na cabeça.

se você ver um chocobo andando por ai, pode ser Uematsu fantasiado

Ele gostaria de ter composto a trilha sonora de Avatar

Nobuo disse que assiste à varios filmes para ter inspiração para as suas músicas. Depois de assistir o filme Avatar recentemente, ele disse que “chegou perto de ser um filme muito bom”, mas que ele não se impressionou com as cenas de batalha. Por outro lado, disse que adoraria ter composto para as cenas de batalha e cenas finais do filme (tai a dica James Cameron, para a sequência do filme).

Avatar não impressionou o compositor, mas ele curtiu as músicas

Ele não está impressionado com filmes de ação

Ele acha que a maioria das trilhas sonoras de filmes de ação de Hollywood são intercambiáveis. “Mesmo que você tenha dois filmes de ação diferentes, se você trocar suas trilhas sonoras, eles irão soar a mesma coisa”, disse ele. Nobuo prefere filmes dramáticos, escutar as músicas de October Sky (O Céu de Outubro) é uma constante inspiração para sua música.

Ele acha que Mario é tão importante quanto o hino nacional japonês

Nobuo disse que as músicas de videogame, especialmente o tema de Mario, é muito importante para os japoneses. Ele disse que sentiu que o Japão teve um panorama mais leve desde que a canção foi composta. “Eu acho que eles deveriam tocar aquela música ao invés do hino nacional japonês durante as cerimônias das Olímpiadas.

Ele tem sua própria empresa de música

Depois de trabalhar para a Square Enix por 20 anos, Nobuo deixou a empresa em 2004 e formou a sua própria. Não foi por causa de ressentimentos, disse ele, mas porque se tornou difícil trabalhar em uma indústria onde seus chefes eram incrivelmente muito mais jovens do que ele. Nobuo criou a “Smile Please”, nome que veio de uma música de Stevie Wonder.

Ele tem sua própria banda, a Black Mages, formada com outros dois colegas da Square-Enix em 2002

O estilo da banda é rock progressivo e as músicas são tocadas em expansões das composições de Nobuo para a Square-Enix. Alguma ideia da onde eles tiraram o nome da banda?

Ele ainda trabalha duro

Com 50 anos de idade, Nobuo não diminuiu seu ritmo nem um pouco. Este mês ele lança um novo CD, “Ten Short Stories”, em inglês e japonês. As músicas contam “como viver uma vida divertida com melodias 100% Uematsu”.

Nobuo e os integrantes da sua banda, Black Mages