Share Button

É impossível falar da minha história com os videogames sem citar Crash. O marsupial mais famoso dos jogos marcou minha infância e adolescência com suas aventuras frenéticas. No final dos anos 2000, nos tempos do Java, quando os games mobile começaram a se popularizar, Crash of Titans e Mutant Island eram dois de meus títulos favoritos.

Numa época em que portátil era sinônimo de PSP e NDS, Crash fez história marcando presença nos celulares e ajudando – indiretamente – a construir este novo segmento dentro do entretenimento eletrônico. Por isso, é muito legal ver o felpudo laranja de volta aos celulares.

 

Crash Bandicoot: On the Run! é um game do gênero endless runner, ou seja, um jogo onde o personagem corre sem parar em busca de objetivos e coleta de itens. A King, desenvolvedora do título, optou pelo design clássico, isto é, elementos que lembram a trilogia original e que ao mesmo tempo flertam com a modernidade de Crash Bandicoot 4. Em outras palavras, os jogadores veteranos se sentirão bastante familiarizados com os aspectos do jogo.

O game gira em torno do plano maléfico de Dr. Neo Cortex, que deseja conquistar todas as dimensões. Para alcançar seu objetivo ele conta com o apoio de diversos chefões e subchefes que estão espalhados pelo universo de Crash. Para avançar você precisa derrotar todos estes vilões e liberar o mapa. Atualmente existem três áreas com mini mapas internos para serem explorados e, em breve, mais duas regiões estarão disponíveis.

Crash Bandicoot: On the Run! traz todos os movimentos clássicos de Crash. É possível girar, pular, quebrar caixas, coletar itens, frutas, esquivar de nitros, encontrar Aku Aku e muito mais. Tudo isso enquanto você guia o marsupial em missões principais e secundárias. Falando nelas, é importante dizer que para avançar é necessário correr nas sidequest para coletar itens fundamentais, que servem para alimentar os geradores, que são máquinas responsáveis pelo preparo de ingredientes que desbloqueiam as lutas contra os chefões.

De maneira geral é um título bem consistente, que vai além da repetição, algo não tão comum dentro da esfera mobile, uma vez que a proposta é bem diferente do que se oferece nos jogos de console, por exemplo. Mas mesmo assim a experiência é rica em detalhes. Você não vai simplesmente correr. É preciso ir atrás de itens, cuidar da sua base e, além disso, é possível ter um clã e reunir troféus para subir no ranking online.

Um ponto a desenvolver é a dificuldade do game. Mesmo os levels mais difíceis parecem fáceis e, muitas vezes, previsíveis. Basta algumas horas jogando para entender e decorar os movimentos dos inimigos e sobreviver aos obstáculos. Isso pode tornar a jogatina um pouco “morna” para gamers mais exigentes. Outro ponto que merece atenção é a fluidez. Mesmo utilizando o Snapdragon 845 com 4GB de RAM presenciei esporádicos engasgos durante o gameplay.

Conclusão

Em suma Crash Bandicoot: On the Run! é uma surpresa positiva para os amantes da franquia. A King entendeu a alma de Crash e conseguiu entregar um título divertido e atrativo. Embora alguns ajustes precisem ser feitos isso não é um problema sério, pois jogos mobiles estão em constante evolução. Sendo assim, é válido dar uma chance ao título e passar algumas horas correndo por aí atrás de vilões e matar a saudade do marsupial em missões que trazem toda a essência que fez desta saga um sucesso.

Prós

  • Jogabilidade acessível
  • Compras dentro do app por um preço justo
  • Muitas missões e conteúdo desbloqueável

Contras

  • Pouco desafiador comparado aos seus concorrentes diretos
  • Leves engasgos

Nota: 7,0

O acesso antecipado foi concedido pela King para a realização desta análise.