Share Button

A Crytek anunciou a abertura de um estúdio nos EUA, formado por 35 ex-integrantes da Vigil Games, time responsável pela série “Darksiders”.

A Vigil Games vinha enfrentando uma situação difícil. Durante o leilão realizado no dia 22/1 pelas franquias da THQ, não foram feitas ofertas pela produtora ou pela franquia “Darksiders” – o destino dos desenvolvedores foi decidido pela Crytek, que contratou o grupo para desenvolver novos projetos em seu novo estúdio nos EUA, em Austin, Texas.

Além dos funcionários, o presidente da THQ, Jason Rubin demonstrou satisfação pelos novos rumos do estúdio. “Grande notícia para a Vigil, principalmente ao menos para seu time principal. Obrigado a Crytek por salvar o máximo possível desse time fantástico”.

Vale observar, a Crytek não adquiriu os direitos da franquia “Darksiders” e portanto, os ex-integrantes da Vigil deverão trabalhar em jogos inéditos, não relacionados ao seu projeto anterior.

Com a nova instalação texana, a Crytek agora conta com estúdios na Europa – onde fica a sua sede alemã -, Estados Unidos e Ásia.

O Cavaleiro da Morte

“Darksiders II” coloca o jogador no controle de Death, um dos quatro Cavaleiros do Apocalipse, em uma jornada que corre em paralelo com os eventos do primeiro game. O Cavaleiro da Morte se aventura por reinos fantásticos para tentar redimir seu irmão, War, o herói injustiçado do “Darksiders” anterior.

Um detalhe curioso é que, embora as estatísticas de Death não mudem muito durante o jogo – não se trata de um RPG -, o herói pode equipar itens e peças de armadura que são deixadas para trás por inimigos caídos. Todos os itens equipados são visíveis no personagem, inclusive nas cenas de animação, produzidas diretamente com o motor gráfico do jogo.

“Darksiders II” já está disponível para PC, PS3, Wii U e Xbox 360.