Share Button

Os fãs de Dark Souls com certeza se lembram da fase Blighttown, conhecida não apenas por seu design complexo, pântanos envenenados e inimigos impiedosos, mas por apresentar o pior desempenho dentro da série.

No Xbox 360 e PS3, havia momentos neste local onde a taxa de quadros por segundo ficava em um dígito, o que atrapalhava bastante a jogabilidade. Em 2011, as críticas com relação ao péssimo desempenho do game nessa área levaram até mesmo por um pedido de desculpas aos fãs por parte da From Software.

Quem jogou no PC a edição Prepare to Die, munida dos mods que arrumavam boa parte dos problemas do jogo, obteve uma performance muito superior em Blighttown. Apesar de mesmo computadores muito poderosos não conseguirem manter 60 fps constantes, o resultado obtido superava e muito o mostrado pelos consoles.

Com Dark Souls Remastered, conforme demonstrado pela Digital Foundry, o principal problema em Blighttown finalmente foi resolvido, pois a remasterização consertou o péssimo desempenho que aquele lugar apresentava na versão original.

O site teve acesso antecipado a uma cópia do jogo para PS4 e, embora não pudesse mostrar muito, esse local roda em 60 fps cravados no PS4 original, mesmo com a iluminação modernizada, oclusão de ambiente, efeitos adicionais e resolução 1080P. O mesmo vale no PS4 Pro, onde o jogo roda em 1800P. Assista abaixo ou por meio deste link:

A Digital Foundry ressaltou que sua única preocupação será com a performance no Xbox One original, mas com base no teste de rede que ocorreu recentemente, acredita que não haverá maiores problemas.

Dark Souls Remastered chega na sexta-feira (25) para PS4, Xbox One e PC.