Share Button

O mundo do rock sofreu uma grande perda na manhã desta segunda-feira (11), com o anúncio da morte do lendário cantor britânico David Bowie, que faleceu aos 69 anos de idade, vítima de câncer. O comunicado foi feito em sua página oficial do Facebook.

David Bowie morreu em paz hoje cercado por sua família após uma corajosa batalha de 18 meses com câncer. Enquanto muitos de vocês vão compartilhar essa perda , nós pedimos que respeitem a privacidade da família durante o seu tempo de luto“, diz o comunicado publicado na rede social.

Duncan Jones, o filho de Bowie, também confirmou a informação: “Muito triste em dizer que é verdade. Ficarei offline por um tempo. Amor para todos“, escreveu no Twitter.

Em 8 de janeiro, data de seu aniversário, o cantor lançou seu novo álbum “Blackstar”, o 25º da sua carreira e que vem recebendo críticas positivas. A última vez em que se apresentou ao vivo foi durante um show beneficente em 2006, em Nova York. Ele vivia praticamente recluso desde a década passada, após sofrer um infarto.

David Bowie, também conhecido como “Camaleão do Rock“, lançou o seu primeiro sucesso em 1969 com “Space Oddity”. Mas foi com o álbum “The rise and fall of Ziggy Stardust and the spiders from Mars“, de 1972, que o artista causou um grande impacto no mundo, pela inovação musical que trazia e pela apresentação visual, com fortes influências do teatro japonês Kabuki.

David Bowie alcançou um grande sucesso sobretudo nos anos 70 e 80 e entre seus maiores sucessos estão “Let’s Dance”, “Space Oddity”, “Heroes”, “Under Pressure”, “Rebel, Rebel”, “Life on Mars” e “Suffragette City”. O cantor sempre teve uma vida polêmica, cercada por bebidas, drogas, personagens andróginos e uma bissexualidade vigorosa.

Ele não era chamado de “Camaleão” à toa. Foi um dos artistas mais ecléticos da cultura pop, que reuniu uma variedade impressionante de estilos diferentes em sua música e que vivia em constante transformação.

O site Gamehall Network deixa aqui sua homenagem a esse gênio musical, a esse “Camaleão” que esteve presente na vida de milhares de pessoas e que serviu de base para que muitos outros músicos e bandas surgissem posteriormente. Sua música fica como seu grande legado e sua marca na história que irão viver eternamente. RIP.