Share Button

por Fernando Vázquez Baxmann Carrupt

2_600x338

Outro jogo presente na Brasil Game Show era Dying Light, na área reservada da Warner, publicadora do jogo. O game não é exatamente novidade, porém teve certa atenção do público e no sábado (11/10), também teve filas enormes.

O game é desenvolvido pelos criadores de “Dead Island” e traz mecânicas de jogo muito parecidas com o mesmo, como o foco em armas de combate corpo a corpo, que inclusive deverão permitir aprimoramentos e personalizações.

A grande diferença no título desenvolvido pela Techland são os movimentos de “parkour”, que foram explorados de forma muito interessante em “Mirror’s Edge” e aparecem aqui para nos ajudar a escapar das hordas de zumbis em uma metrópole pós-apocalíptica. Os movimentos são executados com facilidade e basta segurar o botão de pulo para que possamos vencer obstáculos como verdadeiros mestres do parkour.

4_600x337

Em contrapartida, os combates acabam ficando em segundo plano devido à nova mecânica, já que na demo é muito fácil escapar dos zumbis ao pular sobre carros, muros e cercas. Durante os testes tínhamos que atingir um ponto determinado no mapa, fechar um portão e eliminar os zumbis presentes, objetivos que, convenhamos, já foram explorados a exaustão em jogos do gênero.

As armas disponíveis eram ao todo quatro, cinco se contarmos nossos punhos. Temos o já clássico taco cheio de pregos, um machado, uma faca improvisada que ateava fogo nos zumbis e uma pistola, bem imprecisa e com o agravante de atrair zumbis próximos devido ao barulho. Em algumas partes do cenário podemos ativar algumas armadilhas, como disparar alarmes dos carros para atrair atenção dos zumbis ou eletrificar cercas.

 

Tecnicamente o jogo vai bem, com gráficos bem feitos e efeitos bacanas, principalmente da luz do sol, muito bem representada. Outro efeito muito bonito é a chuva, bem realista e também encanta os olhos.

No balanço geral, mesmo com todos esses elementos interessantes a primeira vista, Dying Light não empolgou, inclusive Resident Evil Reveletions 2, com todas as ressalvas já citadas em nossa prévia, parece ser muito mais promissor do que o jogo da Techland, que apenas nos mostrou o que já vimos e revimos várias vezes em outros jogos do gênero.

1_600x338

Dying Light tem data de lançamento marcada para 27 de janeiro de 2015 e é mais um jogo que saíra dublado e legendado para o português do Brasil.