Share Button

Jamie Foxx, que fez o protagonista em “Django Livre“, revelou em recente, e hilária, entrevista ao programa de Howerd Stern sobre o estilo “tirânico” do cultuado diretor Quentin Tarantino.

Django foi o primeiro trabalho em que trabalharam juntos e Foxx descreveu como foi a experiência: “Não estrague meu filme!“, disse o diretor para ele, descrevendo que escutou isso toda vez que não seguia as direções do cineasta.

O ator inclusive contou um episódio em particular, imitando os trejeitos de Tarantino. Nos primeiros ensaios, o diretor não gostou da forma como Foxx compôs o personagem e o chamou para uma conversa em uma sala separada:

Mas que merda foi essa? Eu sabia que teria esse problema. Toda essa merda. Você tem que ser uma porra de um escravo! Ele é um escravo, ele não é descolado, ele é a merda de um escravo. Ele não sabe ler. Você chega aqui com sua merda de bolsa Louis Vuitton, sua porra de Range Rover e essa merda de atitude ‘eu sou tão foda’. Você não é Jim Brown [ex-jogador de futebol americano e ator]. É uma porra de um escravo. E depois, depois ele se torna um herói“.

Apesar da bronca que levou, Foxx afirmou que trabalharia com o diretor novamente “mil vezes” se necessário.

Confira abaixo o trecho da entrevista com Foxx: