Share Button

A Eletronic Arts, empresa famosa e renomada no mundo do games, que detém os direitos de grandes franquias como FIFA, Need For Speed, UFC, Battlefield, Battlefront e muito mais, anunciou que está criando uma divisão da empresa focada somente em e-Sport.

BF 4
O Battlefield 4 é o carro-chefe da empresa quando o assunto é FPS!

Chamada de Competitive Gaming Division, ela terá a função de criar competições a nível global para os jogos da EA de vários estilos diferentes, tanto de esportes como: FIFANFL e NBA quanto um Battlefield.

De fato, a Eletronic Arts cria diversos jogos que já são competitivos por si só. Foi uma jogada inteligente da empresa finalmente dar um passo a mais e surfar a onda do momento que são as competições de Esporte Eletrônico.

Empresas como a Valve apoiam certos campeonatos de Counter Strike:Global Offensive e DoTA que passam a ser mais importantes e denominados de “Major”, mas criar campeonatos próprios do 0 como a RIOT Games faz será um bom desafio para a EA, mesmo com ela tendo todos os recursos para realizar este plano ambicioso.

Segundo pessoas influentes de dentro da empresa, o projeto já está bem avançado, inclusive, as produtoras e desenvolvedoras de todo o mundo já estão sendo encorajadas pela empresa para que as mesmas incluam elementos competitivos em seus jogos, além de melhorar as experiências multiplayers de modo que as pessoas fiquem mais apegadas ao jogo.

sede empresa Canadá
Sede da EA em Burnaby, BC, no Canadá.

De acordo com algumas declarações da empresa a portais internacionais, é capaz até que a EA faça uma nova franquia do 0, voltada totalmente para o competitivo, com diferentes modos de jogo e que tenha mais ação e proporcione momentos marcantes tanto para quem joga, quanto para quem assiste, portanto, nada de mapas muito grandes e muito tempo sem achar um inimigo, seria algo mais no estilo Counter Strike:Global Offensive. Então, já podemos imaginar que deve vir coisas muito boas por aí!

Para nós brasileiros, que diversas vezes somos esquecidos pelas empresas internacionais, só nos resta torcer para que nosso país esteja no mapa da EA e pelo menos haja a possibilidade de haver qualificatórias em que nós possamos participar, pois a partir daí só dependerá da nossa qualidade, que não é pouca! Até porque, já temos um dos melhores times de Battlefield do mundo!