Share Button
-explore as profundezas dos oceanos –
 Endless Ocean 2: Adventures of the Deep traz novamente a experiência de envolver os jogadores num ambiente oceânico, com a possibilidade de se explorar livremente as profundezas do oceano, procurando por destroços de navios, encontrando tesouros e fugindo de tubarões furiosos.

O tema de explorar o fundo do mar não é algo totalmente novo. O mais notório exemplo é Ecco: The Dolphin para Mega Drive, que usava uma ideia semelhante à Endless Ocean, que foi produzido pela Arika e lançado em 2007 para Wii. Três anos depois chega a sua continuação, agora com um enfoque maior na aventura.

Se você tem uma vida agita e estressante, este título é uma ótima pedida para descansar, relaxar e se desligar dos problemas do cotidiano. Porém a longo prazo pode ser tonar um jogo monótono, ainda mais se você não for ligado à exploração aquática. Mas se você curte ou pratica mergulho, é fã de Jacques Cousteaus e seus documentários, com certeza vai adorar Endless Ocean 2.

Explore as profundezas dos oceanos com visuais deslumbrantes

A história é bem simples e não é do tipo que vai prender os jogadores por muito tempo. Você controla um universitário, novato no mergulho, que resolve procurar o lendário “Dragão de Pedra”, uma lenda que diz esconder um grande tesouro. Você terá uma equipe que irá acompanha-lo em sua viagem ao redor do mundo, passando pelo Pacífico até o Polo Norte em explorações aquáticas.

Você poderá escolher algumas características do seu personagem, como o sexo e alguns traços da personalidade. Outros personagens irão aparecer para desenvolver a narrativa do game, como o ex-mergulhador Jean-Eric Rouvier e a sua neta, Océane Rouvier, que perdeu os pais. Vários outros personagens irão aparecer, ao longo da aventura como a comerciante Nancy e outros mergulhadores.

Mas o que falta em história, sobra na parte gráfica. Os gráficos de Endless Ocean 2 são divinos e retratam a vida marinha com incríveis detalhes, excelentes efeitos de luz e sombras e cenários detalhados e coloridos. O número de animais marinhos é gigantesco e todas as espécies estão fielmente bem retratadas no mundo virtual, além de estarem todas devidamente documentadas, como várias espécies de peixes, baleias, golfinhos, focas, pinguins, tubarões e por aí vai. Então para você que gosta das curiosidades do fundo dos mares, vai ter muito o que aprender por aqui. As animações são bem graciosas e os cenários muito bonitos.

A jogabilidade é bem acessível e intuitiva, podendo usar o Wii Remote ou o controle clássico. Você vai com o seu barco e com a sua equipe em pontos para mergulhar, podendo selecionar um parceiro (a) e escolher a hora do dia para nadar, o que pode mudar a fauna que surge no oceano.

Você possui liberdade de exploração nos extensos territórios. Você pode usar um mapa para ajudar a se locomover no fundo do oceano, e quando existem objetivos surge uma bola vermelha na área que deve ser explorada. O barco fica sempre na mesma posição e você pode retornar quando desejar, especialmente para buscar novas reservas de oxigênio.

Você basicamente tem duas opções para a exploração: seguir a história do game, que por si só já garante várias horas de jogatina ou pode escolher explorar a vida marítima em sua volta. Caso escolha a segunda opção, terá muito o que investigar, como centenas de peixes e criaturas marinhas, que nadam calmamente ou se escondem em pedras e plantas. É um trabalho lento que exige paciência e dedicação por parte do jogador. Quanto mais exploram, mais dados você obtém para sua catalogação.


Mas as águas não são só de peixes fofinhos e bonitinhos, há muito perigo escondido por lá, na forma de peixes agressivos como piranhas, crocodilos, jacarés e várias espécies de tubarões que aguardam por nadadores distraídos. Para afastar os seres mais agressivos você pode usar uma pistola elétrica chamada Pulsar ou ainda usá-la para curar feridas nos animais. Não poderia faltar uma câmera fotográfica no equipamento de um mergulhador, e aqui você pode usar para tirar várias fotos e importar para um cartão SD, para fazer o que quiser.

Há algumas áreas em que você poderá andar em terra firme, a principal área é a Nineball Island, onde você poderá comprar equipamentos, escolher diversas missões para realizar durante as viagens e até treinar um animal, como um golfinho, para te acompanhar nas aventuras. As missões variam desde porcurar artefatos no fundo do mar até tirar fotos de paisagens e peixes.

Se Ecco possui uma trilha sonora fantástica para explorar o fundo dos oceanos, o mesmo não acontece com Endless Ocean, que possui uma trilha sonora no mínimo estranha e duvidosa. Infelizmente as personagens não possuem vozes, o que faz muita falta na questão sonora. Por outro lado os efeitos sonoros estão bons, com barulhos da água, dos animais e dos respiradores.

Há ainda a opção de se jogar online com um amigo e até usar o Wii Speak para se comunicar, um excelente uso da opção que o Remote permite e que geralmente é esquecido pelas produtoras de jogos.