Share Button

O estúdio criador de Forza Horizon 3, Playground Games, gastou um total de 18 meses no processo de criação dos dez minutos iniciais do game.

A informação foi revelada pelo fundador e diretor criativo, Ralph Fulton, na Nordic Game Conference, ocorrida na semana passada. Sua apresentação focou na importância de causar uma boa primeira impressão aos consumidores.

“Humanos formam suas primeiras impressões incrivelmente rápido,” disse ele aos participantes. “Nós aparentemente decidimos se gostamos de alguém, ou se queremos fazer negócios com eles, dentro dos primeiros três segundos. Então o que acontece se você não causa uma boa primeira impressão [com seu jogo]? Nos casos mais extremos, seu jogador irá parar de jogar.”

Ele elaborou que até mesmo nos jogos de console, onde os consumidores pagaram cerca de US$ 60 para comprar o game, eles podem ser rápidos em deixá-lo de lado e focar-se em outros títulos.

De acordo com Fulton, entre 10% e 20% dos jogadores da série Forza Horizon sequer pegaram a primeira conquista, algo que ele disse envolver apenas “dirigir o carro por algum tempo”. Ele alegou que 27% dos jogadores de Bioshock Infinite não pegaram a primeira conquista por chegar à cidade de Colombia no início do jogo, enquanto que 30% dos jogadores de Minecraft nunca abriram seu inventário, algo explicado no tutorial.

A razão, sugere Fulton, é que estes jogos não causaram uma suficiente boa primeira impressão.

“As primeiras impressões mudam como os jogadores entendem um jogo,” disse Fulton, revelando em seguida que a concepção da cena inicial de Forza Horizon 3 levou ao estúdio 18 meses de trabalho, de modo a conseguirem produzir algo que cativasse o jogador desde o primeiro instante. Testes com vários jogadores foram realizados antes que a decisão sobre como seria a apresentação fosse tomada, até chegarem naquilo que está presente no game lançado ano passado para PC e Xbox One.

Via GI.biz