Share Button

Divulgação

De acordo com informações do portal da Índia The News Minute, um indiano de 21 anos matou seu pai por insistir várias vezes para que o jovem parasse de jogar o popular battle royale PlayerUnknown’s Battlegrounds (PUBG).

O jovem, chamado Raghuveer Kammaar, um estudante universitário e morador do estado de Karnataka, no sul do país, era considerado viciado na versão mobile de PUBG.

Ele teria pedido dinheiro ao pai nesta último domingo para que pudesse colocar créditos para continuar jogando o jogo online.

Segundo a polícia local, quando o pai recusou, o homem decapitou o pai nas primeiras horas da manhã e até cortou suas pernas. Mais tarde, outros membros da família denunciaram o assassinato às autoridades.

Shivanand Koujalgi, o inspetor que investiga o caso, disse à TNM que o pai tentava tirar seu filho do vício de PUBG há meses.

Shankrappa (o pai) estava trabalhando no departamento de polícia. Ele estava tentando tirar seu filho da PUBG há meses. Ele havia dito aos colegas que seu filho era viciado no jogo. Nos últimos meses, ele também aconselhou Raghuveer (o acusado) a parar de jogar, mas o garoto não o ouviu. Raghuveer não estava indo para a faculdade e também estava desempregado“, comentou para o jornal.

Ainda segundo o inspetor, os dois haviam brigado em várias ocasiões por causa de seu vício no jogo e no domingo à noite, Shankrappa confiscou o telefone de Raghuveer e se recusou a dar-lhe dinheiro para recarregar seu celular.

Quando todo mundo foi dormir, Raghuveer cortou a garganta do pai, decapitou-o e também cortou as pernas. Ele então pegou o telefone e fugiu de casa“, acrescentou.

Raghuveer foi preso pela polícia de Katki na segunda-feira à tarde e confessou ter matado seu pai.