Notíciasr7

Funcionário da Microsoft estrangula filho de sete anos por ele se recusar a parar de jogar Nintendo Switch

Nicholas Lester (41), um desenvolvedor sênior na Microsoft, perdeu a cabeça quando seu filho de sete anos se recusou a parar de jogar seu Nintendo Switch e decidiu estrangulá-lo.

“Vou fazer você parar de respirar”, gritou Lester após começar a estrangular o filho em sua casa em West Melbourne, no último dia 6 de fevereiro.

De acordo com o jornal australiano Herald Sun, o rosto da criança ficou vermelho enquanto ela gritava por sua mãe, que correu até seu quarto e impediu que algo pior acontecesse. Segundo foi informado, o menino chegou a dizer: “Não consigo respirar”.

Lester foi sentenciado na última segunda-feira (21) a um ano de serviços comunitários, com o requisito de que terá de trabalhar por 100 horas sem remuneração. Ele se declarou culpado da acusação de agressão ao seu filho.

“Seu filho de sete anos estava efetivamente usando a vontade dele contra a sua”, disse a juíza Caroline Boult. “Em resposta, você colocou [ele] em uma chave de braço e foram ouvidas palavras como ‘Vou fazer você parar de respirar’. Suas ações nesta ocasião alertaram três testemunhas independentes que se sentiram tão preocupadas com o que ouviram que a polícia foi chamada”.

A juíza ressaltou que é responsabilidade dos pais nunca agirem com violência para disciplinar seus filhos

“Como pai, é sua responsabilidade nunca recorrer a um ato de violência familiar. Nunca há uma desculpa para a violência familiar e o tribunal espera que você faça escolhas que mantenham sua família segura, não importa o quanto você se sinta zangado ou quais sejam as circunstâncias”.

Boult também levou em consideração na sentença que Lester havia sofrido de depressão e tinha tomado medidas para melhorar sua saúde mental. Além disso, ele não tinha antecedentes criminais e seu emprego na Microsoft agora estava em risco já que ele foi exposto como um espancador de crianças.

Via DailyMail

Artigos relacionados