Share Button

Divulgação

Alguns funcionários da Blizzard fizeram uma paralisação nesta semana em protesto à decisão da empresa de suspender um jogador profissional de Hearthsone que expressou apoio à libertação de Hong Kong.

De acordo com o The Daily Beast, os empregados se reuniram em torno da famosa estátua Orc que fica em frente ao edifício da Blizzard em Irvine, Califórnia.

Eles estavam com guarda-chuvas, em referência aos manifestantes em Hong Kong que utilizam o acessório, conforme pode ser visto na imagem acima, tirada no dia da paralisação.

Um funcionário falou ao jornal que a decisão da Blizzard de proibir o jogador profissional não foi surpreendente.

“A ação da Blizzard contra o jogador foi bastante assustadora, mas não surpreendente”, disse o funcionário.

“A Blizzard ganha muito dinheiro na China, mas agora a empresa está nessa posição incômoda em que não podemos respeitar nossos valores”.

A polêmica situação da Blizzard começou quando o jogador Ng Wai “blitzchung” Chung expressou seu apoio a Hong Kong durante uma entrevista pós-partida.

A resposta da empresa a isso foi remover o jogador da competição Grandmasters, retirar o prêmio em dinheiro que ele já havia ganho e proibi-lo de participar de eSports de Hearthstone para o próximo ano.