Share Button

De acordo com um executivo da Paramount Pictures, o fraco desempenho de “Ghost in the Shell” nos cinemas foi devido à controvérsia de “embranquecimento” – whitewashing em inglês, termo usado quando personagens fictícios ou históricos, de etnia estrangeira, são feitos por atores norte-americanos ou de cor branca.

A expectativa do estúdio era que o filme arrecadasse cerca de US$ 30 milhões no final de semana de estreia nos EUA, mas ao invés disso conquistou apenas US$ 19 milhõesum valor extremamente baixo para uma produção de US$ 110 milhões.

Tínhamos esperanças de melhores resultados no mercado interno. Acho que a polêmica com relação ao elenco impactou as críticas“, disse o chefe de distribuição nacional da Paramount, Kyle Davies, à CBC News.

Você tem um filme que é muito importante para os fãs, uma vez que é baseado em um filme de anime japonês“, acrescentou Davies.

Então você está sempre tentando colocar essa agulha entre honrar o material de origem e fazer um filme para um público em massa. Isso é desafiador, mas claramente as críticas [sobre embranquecimento] não ajudaram“.

Desde que Scarlett Johansson foi anunciada como a protagonista, a produção do filme recebeu inúmeras críticas por não escalar uma atriz asiática para assumir o papel da Major Motoko Kusanagi.

Johansson se defendeu dizendo que estava interpretando uma personagem ciborgue, e que sua etnia era o que menos importava na história, mas sim a sua busca pela sua identidade.

Ghost in the Shell” ficou em terceiro lugar nas bilheterias em seu final de semana de estreia nos EUA, atrás da animação “O Poderoso Chefinho” e “A Bela e a Fera”, que arrecadaram US$ 49 e US$ 47 milhões, respectivamente. Mundialmente, Ghost fez até o momento US$ 60 milhões.

Gamehall assistiu ao filme e gostou bastante do que foi apresentado – confira os detalhes em nossa crítica.