Share Button

Durante a GDC 2019, o Google finalmente anunciou a nova plataforma com foco em games: Stadia. Depois dos testes durante o ano anterior com o seu Project Stream, no qual, para os países associados (o Brasil não era um deles), era possível jogar “Assassin’s Creed Odyssey” por meio do seu Google Chorme, parece que a titã da tecnologia finalmente irá lançar uma iniciativa focada nas suas novas evoluções em streaming.

Segundo a empresa, o foco será a aproximação de desenvolvedores de games, jogadores e criadores de conteúdo do Youtube. Não será um console, mas sim uma plataforma unificadora que permitirá a transmissão de games em vários equipamentos diferentes. A implementação será feita de forma similar ao que já existe com o Chromecast.

Os testes com AC Odyssey ocorreram sem problemas – demonstrando que a sua tecnologia é, de fato, funcional. Este foi mais um passo dado para concretizar os planos de trazer o modelo apresentado para filmes, com o Netflix, para o mundo dos videogames.

Obviamente, além de uma conexão rápida de internet, é necessária a construção de servidores locais (dentro do país do seu público-alvo) para que a latência seja viável para um game controlado em tempo real.

Controle da plataforma de jogos do Google

Por não ter os servidores no Brasil, o serviço de streaming da Sony, PlayStation Now, por exemplo, não funciona no território brasileiro. Sendo assim, para que possamos usufruir plenamente da nova iniciativa proposta pelo Google Stadia, um suporte específico para a nossa região será necessário.

De toda forma, parece que a transmissão de jogos por meio da internet será o caminho adotado, futuramente, pelas desenvolvedoras de games. A intenção é diminuir a linha divisória entre plataformas (consoles, PC’s e celulares) e unificar a comunidade. Seria possível, em tese, jogar títulos novos e complexos, como o novo God of War, ou mesmo Halo 5, em qualquer smartphone / tablet com compatibilidade para streaming de dados em alta velocidade.

A Microsoft e a Sony também estão criando projetos similares para a próxima geração de Xbox e PlayStation. Assim como a Nvidia, fabricante de hardwares, possui ideias similares.

De toda forma, resta apenas aguardar para observar o desfecho da proposta escolhida pela indústria.