Share Button

As consequências negativas impactando a CD Projekt após ela ter mentido aos consumidores com relação ao estado em que se encontrava Cyberpunk 2077 em seu lançamento acabam de ganhar mais um capítulo.

De acordo com Małgorzata Cieloch, porta-voz do Escritório de Concorrência e Proteção ao Consumidor da Polônia, relatado pelo jornal Dziennik Gazeta Prawna (via DualShockers), a CD Projekt poderá ser multada em 10% do seu faturamento do ano passado, caso ela falhe em consertar os principais problemas de Cyberpunk 2077.

“Vamos verificar em como o fabricante está trabalhando na introdução de correções ou resolvendo dificuldades que previnem o jogo de ser jogado em diferentes consoles, mas também em como pretende agir em relação às pessoas que reclamaram e não estão satisfeitas com a compra devido à inabilidade de jogar o jogo em seu equipamento apesar das garantias anteriores dadas pelo fabricante”, diz a declaração.

Isso quer dizer que o governo passará a verificar as atualizações de Cyberpunk 2077 e garantir que o jogo está sendo devidamente consertado. Também garantirá que os problemas dos jogadores estão sendo ouvidos e lidados corretamente.

No fim do mês passado, a CD Projekt foi processada nos Estados Unidos devido aos transtornos envolvendo o game. Adicionalmente, há outros processos em andamento contra o estúdio polonês.

Cyberpunk 2077 já vendeu mais de 13 milhões de cópias desde o lançamento apesar de ter sido removido da PS Store e deu lucro para a CD Projekt no mesmo dia em que saiu.