Share Button

Os dois filmes dos Guardiões da Galáxia são recheados de referências da cultura pop, e um dos maiores ícones dos anos 80 (e até hoje) quase apareceu no primeiro filme: o vilão Darth Vader da saga Star Wars.

Quando o primeiro longa ainda estava sendo planejado, uma breve aparição do Sith foi cogitada, mas de acordo com entrevista de Kevin Feige, chefão da Marvel Studios, a equipe descartou a ideia e optou por outro recurso nostálgico.

Feige comentou que Darth Vader iria aparecer para lembrar o público das origens terrestres do Senhor das Estrelas (Chris Pratt).

Sempre desejamos revelar em um certo ponto do filme que Peter Quill era um humano da Terra“, explicou Feige. “E por um longo tempo, eu realmente pensei que seria a maior coisa do mundo que você está em uma nave espacial e ele está falando com um dos personagens alienígenas, abre sua bolsa e mostra um action figure de Darth Vader – e o alien pergunta ‘O que é isso?‘”, comentou para o site Mashable.

Infelizmente, como sabemos, essa cena nunca aconteceu, pois o diretor James Gunn escolheu outra referência da cultura pop.

Para fazer uma longa história curta, James Gunn era basicamente como, ‘eu tenho uma ideia melhor. E se ele tivesse um Walkman e ouvisse música?’. E foi como, ‘Oh, isso é um milhão de vezes melhor’. Porque Star Wars era apenas uma referência nerd em um único momento, e, obviamente, a presunção da música redefiniu todo o filme“, concluiu.

No final das contas, eles acabaram fazendo a escolha certa, mas teria sido fantástico ver Peter Quill mostrando um boneco de Darth Vader para alienígenas – quem sabe isso ainda não aconteça em um filme futuro?