Share Button

O grupo hacker failOverflow revelou via Twitter que conseguiu fazer o sistema operacional Linux rodar no Switch através de uma falha a qual alegam (via Nintendo Life) que não pode ser consertada em uma futura atualização de firmware.

Será esse um sinal de que a pirataria está muito próxima de se tornar realidade no console da Nintendo? Isso ainda não sabemos com certeza, mas a Nintendo sem dúvida alguma estará tomando todas as medidas cabíveis para garantir que quaisquer vulnerabilidades existentes no hardware e codificação do Switch sejam consertadas o mais rapidamente possível.

Contudo, se realmente trata-se de uma falha que não tem como ser remediada através de atualizações de firmware, então talvez daqui há alguns meses o console acabe sendo destravado para rodar jogos piratas.