Share Button

O nome “Metal Gear” é um daqueles que todos os gamers conhecem. Afinal, estamos falando de uma lenda que ajudou os videogames a alcançarem um patamar ainda mais elevado. Esse jogo genial foi criado por Hideo Kojima e representou o ápice da maestria de um dos maiores produtores de jogos da história.

Todavia, “Metal Gear” não foi o único grande produto que saiu da “mente insana” de Kojima. O produtor tem um histórico de boas ideias e, claro, “Death Stranding” (projeto atual dele) pode ser muitas coisas, mas está longe de ser algo comum (e deixou muita gente morrendo de ansiedade). Assim, para provar a genialidade de Hideo Kojima, este post apresentará 10 jogos que contaram com o talento desse japonês tão criativo. Sendo assim, não deixe de acompanhar…

Penguin Adventure

Começando a nossa lista de dez jogos do criador de “Metal Gear”, temos o game “Penguin Adventure”, lançado pela Konami em 1986. O game pode ser bem diferente do lendário “Metal Gear”, mas é necessário considerar que se trata do primeiro título em que Hideo Kojima trabalhou.

Isto é, nesse caso, ele ainda não era um “manda-chuva”. No projeto, ele foi um “diretor-assistente” e dizem que, nessa época, Kojima quase desistiu da carreira no mundo dos games por ter suas ideias menosprezadas. O jogo “Penguin Adventure” era um ótimo game de plataforma, mas Kojima podia fazer mais. E fez…

Snatcher

Em 1987, Kojima deu vida ao primeiro “Metal Gear” e o game deu a ele a reputação necessária para colocar seus planos em prática. Em 1988, “Snatcher”, um jogo de aventura no estilo Cyberpunk, foi criado.

Por sua roupagem “mais adulta”, o game chamou a atenção de muitos jogadores e até hoje é reverenciado. O game foi totalmente escrito por Kojima e o enredo é mais uma prova da genialidade do japonês. O gameplay era interessante e garantia uma interação muito inovadora para a época.

Policenauts

Policenauts“, lançado em 1994, foi mais um game escrito e dirigido por Hideo Kojima. Aliás, esse título é um dos mais famosos da carreira do produtor, sendo sempre citado logo após “Metal Gear“.

A aventura é carregada de elementos de ficção científica e apresenta diversas referências a muitos sucessos do cinema. Apesar de ser um título famoso, o game jamais foi lançado fora do Japão. Sua história envolvente conseguiu fazer sucesso e vários remakes foram lançados depois. Mesmo assim, apenas os japoneses puderam aproveitar essa grande aventura.

Boktai: The Sun is in Your Hand

Boktai: The Sun is in Your Hand” foi um game lançado em 2003, para o Game Boy Advance. O título fugia um pouco ao “padrão Kojima”. Tínhamos aqui uma aventura com muitas características de RPG e um estilo completamente baseado nos animes japoneses.

Apesar de seguir uma linha mais dentro dos padrões do gênero RPG, Kojima deu alguns toques especiais ao game. Nesse caso, o ponto mais criativo foi a presença de um sensor solar no cartucho do game. Esse sensor usava a energia solar para potencializar as magias as armas usadas pelos personagens. Genial!

Zone of the Enders

Zone of the Enders“, muito conhecido como ZOE, foi um game lançado em 2001 para o PS1. Nesse título, Kojima promoveu uma viagem no tempo, levando os jogadores até um futuro cheio de viagens pelo espaço.

O game reunia elementos de jogos de tiro em terceira pessoa e RPG tático. A história era o ponto alto da aventura, com uma trama muito bem desenvolvida. O sucesso do game foi tão grande que ele acabou dando origem a uma franquia bem sucedida e a alguns animes que tiveram excelente repercussão.

Crime Life: Gang Wars

Quando “Crime Life: Gang Wars” foi lançado, em 2005, para o PS2, Kojima conseguiu surpreender muita gente. O game era uma espécie de GTA combinado com clássicos do gênero Beat ‘em up, como “Final Fight”.

Apesar de ter um enredo interessante, o game foi bastante criticado e os reviews foram, em sua maioria, negativos. De todo modo, as lutas entre gangues, que marcavam o jogo, tinham alguns toques modestos da genialidade de Hideo Kojima. O game não foi um grande sucesso, mas ficou longe de ser um fracasso.

Lunar Knights

Lançado para o Nintendo DS, em 2006, “Lunar Knights” é considerado o quarto título da franquia Boktai (criada por Kojima). Mantendo muitas das características dos jogos anteriores, o game chamou a atenção pelo seu visual requintado.

De modo geral, “Lunar Knights” consolidou a visão de Kojima para jogos de RPG. Isto é, a fórmula consistia na apresentação de uma história envolvente, sistemas inteligentes e batalhas cheias de ação. Não à toa, o game agradou aos muitos fãs de RPGs que o Nintendo DS conseguiu resgatar.

Castlevania: Lords of Shadow

Castlevania: Lords of Shadow“, lançado em 2010, foi uma produção da Kojima Productions que, na época, ainda era uma subsidiária da Konami. Essa foi uma oportunidade de ouro para Kojima, já que ele teria a oportunidade de colocar o seu toque diferenciado em uma franquia lendária.

O resultado foi excelente. Unindo a visão incomum do produtor, com todo o apelo da série, a história, protagonizada por Gabriel Belmont, foi um grande sucesso. O game era dotado de muita ação e um estilo 3D incomum para a franquia. Realmente, o game foi um divisor de águas para essa lenda da Konami.

P.T.

P.T.” é o título mais curioso dessa lista de jogos feitos por Hideo Kojima. O game foi criado para agir como um teaser interativo para o projeto “Silent Hills”. Apesar de contar com Kojima e o cineasta Guillermo Del Toro, o projeto foi cancelado e tudo que restou foi P.T.

Essa produção, marcada pelo enorme terror psicológico, foi aclamada pela crítica e fez um grande sucesso. Seu visual era intrigante e os quebra-cabeças eram desafiadores. Mesmo sendo um game curto, a repercussão foi grande. Quando a Konami removeu P.T. da PlayStation Store (por conta do cancelamento do projeto), os fãs ficaram revoltados.

Death Stranding

Para encerrar, temos “Death Stranding“. Lançado recentemente, sem spoilers, o jogo é completamente incomum. Nesse sentido, não faltam relatos de pessoas dizendo que “Death Stranding” provocará uma revolução.

O game tem um visual incrível e um gameplay muito original. Muitos jogadores estão achando o game chato, outros acham incrível. Sem dúvidas é uma obra polêmica no estilo “ame ou odeie”. Será que Hideo Kojima realmente vai fazer história novamente? Veremos.

Como pôde perceber, “Metal Gear” foi um game fora da curva, mas Hideo Kojima também deu vida a outros projetos superinteressantes. Isso só nos leva a concluir que esse japonês visionário é um dos nomes mais importantes da história dos games. Bem, é isso… até a próxima!