Share Button

O pessoal do estúdio Playdead resolveu inovar e utilizou um crânio humano de verdade para gravar algumas das músicas e efeitos sonoros presentes em Inside, seu mais recente jogo.

A imagem acima é exatamente do crânio em questão, juntamente com todo o aparato que foi usado com ele para isso.

Numa conversa com o site Gamasutra, o compositor e designer de som, Martin Stig Andersen, explicou que utilizou um crânio humano para gravar os sons de Inside devido à maneira na qual nossas vozes soam diferente dentro de nossas cabeças, ao contrário de como os outros interpretam elas.

Abaixo você pode conferir dois exemplos de uma mesma música. Na primeira o crânio não foi utilizado, e na outra há o uso do crânio, que lhe dá um tom mais macabro:

Andersen não explicou como adquiriu o crânio e disse que ficou “muito feliz” com o resultado, mesmo que não saiba se usará esta técnica novamente, pois sempre que começa um novo projeto ele disse que procura encontrar um “som distinto e original”.

“Não como um estilo musical, mais como uma qualidade sonora que você pode associar com aquele projeto. Eu acredito que ajuda a criar um tipo de abrangência na experiencia toda.”

Inside está disponível para PS4, Xbox One e PC.