Share Button

Na história recente dos serviços de streaming, o Twitch Plays Pokémon foi um marco permitindo que os próprios usuários definissem, por comandos no chat, toda a progressão do personagem no jogo. Chegou a ter diversos derivados de outros jogos da franquia e um de Dark Souls, mas tem sempre alguém que vai além, e com um pouco de insanidade. Nesta semana o desenvolvedor Mike Roberts, da Amazon, criou o Stock Stream, onde as pessoas acompanham o mercado de ações e definem, pelo chat, se ele deverá comprar ou vender uma ação específica.

Até aí tudo bem, mas para deixar as coisas mais insanas, ele colocou no sistema 50 mil dólares:

Por meio de comandos listados nas informações do próprio canal, como “!buy” (comprar) e “!sell” (vender), um programa soma todos os votos a cada cinco minutos e realiza a compra/venda das ações por meio do aplicativo RobinHood (app de troca de ações), mostrando os resultados dos investimentos no próprio Twitch, em tempo real.

Obviamente existem algumas proteções regulatórias do mercado financeiro: caso ele perca 25 mil dólares nessa brincadeira, o jogo acaba e ele ficará impossibilitado de fazer novas transações, segundo regulações da FINRA/SEC, os órgãos norte-americanos de regulação e proteção ao investidor.

Por fim, o Mike mesmo comentou que ele vai deixar a brincadeira no ar até que a grana acabe, mas alguns detalhes curiosos foram surgindo: alguns grupos de Discord chegaram a ser criador pelos usuários para discutir melhores estratégias, e também rolam discussões acaloradas sobre o mercado financeiro ou se vale a pena comprar determinada ação. Também tem a possibilidade dos trolls tentarem ferrar com a grana do cara. mas até o momento ele conseguiu aumentar o montante em 200 dólares. Um valor até considerado baixo, mas para um experimento social, até que está sendo interessante acompanhar. Claro que, por estar no começo, ainda está gerando bastante burburinho da comunidade, e vai chegar uma hora que os usuários podem deixar isso de lado e as coisas piorarem para ele.

[Via CanalTech e Kotaku]