Share Button

Divulgação

De acordo com reportagem do G1, um jogador de Pokémon Go foi confundido por moradores da Vila Ipojuca, na Zona Oeste de São Paulo, como um potencial ladrão, devido ao seu “comportamento suspeito“.

A vizinhança compartilhou nas redes sociais imagens do jovem com celular na mão e supostamente tirando fotos das casas para praticar possíveis roubos. O fato logo foi relatado para a polícia.

Essa informação que foi viralizada nas redes sociais, chegou para nós como sendo um indivíduo em atitude suspeita que estaria batendo fotos ou filmando casas na região da Lapa para a prática de um possível delito e aí nós o identificamos e esclarecemos que, na verdade, não era uma questão relacionada ao crime, mas sim relacionada a brincadeira“, disse o Capitão Paulo Cézar Sanches, comandante da 1ª Companhia do 4º Batalhão, na região da Lapa.

Imagens do jovem compartilhadas nas redes sociais (imagem G1)

Segundo o policial, parentes do jovem viram as postagens nas redes sociais e colocaram o rapaz em contato com o programa Vizinhança Solidária da Polícia Militar, para esclarecer a inusitada situação.

Ele veio na companhia da Polícia Militar, o nosso gestor da vizinhança solidária conversou com ele e aí explicou tudo e a gente acabou esclarecendo nos grupos que não era um criminoso, mas, sim, um jogador“, conta ele. Procurado, o jovem não quis ser identificado.

Como todos aqui devem saber, Pokémon Go é um jogo de realidade aumentada para celulares que utiliza o GPS e a câmera do aparelho para capturar os monstrinhos, que aparecem como se estivessem no mundo real.