Share Button

Divulgação

O jogador profissional de Fortnite Turner “Tfue” Tenney está processando sua organização de jogos, a FaZe Clan, por supostamente restringir suas oportunidades de negócios e obter até 80% de seus ganhos.

Tenney alega que está perdendo oportunidades por causa da atividade ilegal do FaZe Clan em conexão com um acordo que assinou em abril de 2018, onde só consegue manter 20% da receita de vídeos de marca publicados no Twitch, YouTube ou mídias sociais e metade de sua receita de turnês e aparições.

Seus streams do Twitch foram vistos mais de 120 milhões de vezes, e ele tem mais de 10 milhões de assinantes no YouTube e 5,5 milhões de seguidores no Instagram – números bastante expressivos para alguém no ramo de esports.

O FaZen Clan usa seu contrato ilegal para limitar Tenney a negócios adquiridos exclusivamente pela organização e para evitar que ele explore acordos apresentados por outros; acordos que são potencialmente superiores aos negócios adquiridos pelo Faze Clan; e negócios que não estão sobrecarregados com oitenta por cento (80%) de taxas“, disse seu advogado, Bryan Freedman.

A FaZe Clan enviou uma declaração onde diz estar “chocada e desapontada” com as declarações de Tfue.

Coletamos apenas um total de US$ 60 mil de nossa parceria, enquanto Tfue ganhou milhões como membro do FaZe Clan“, comentou ainda.

O caso chamou a atenção da comunidade de esports e dependendo de seus resultados, poderá gerar novas regras para o setor.