Share Button

Um episódio extremamente triste aconteceu no último sábado (17), durante uma das partidas da Team One, válida pelo qualificatório da da quinta temporada da ECS América do Norte. Na ocasião, enquanto os brasileiros enfrentavam a “2K“, os americanos integrantes da equipe dispararam diversas provocações e xingamentos na série melhor de três (MD3). Algumas delas inclusive, ultrapassaram diversos limites, se mostrando racistas e totalmente incompatíveis com um torneio esportivo.

Alguns usuários da Twitch conseguiram “clipar” os exatos momentos em que as atitudes execráveis dos players da 2k aconteceram. No primeiro, vemos um “so easy” (tão fácil) sendo proferido por um dos americanos, o que até então é algo normal de jogo. Mas após isso, as provocações foram aumentando de nível, passando para um “Fu** Brasil” (Fo**-se o Brasil), até chegar no ato de racismo e xenofobia de Andy “devastation” Parr, que imitou o som de um macaco.

No fim das contas, os jogadores da 2K descobriram que os constantes insultos e a raiva gratuita do Brasil e dos brasileiros, não era o bastante para vencer seus adversários, e por isso, acabaram sendo derrotados pelo placar de 2 a 1 em mapas, sendo inclusive eliminados na última colocação da competição.

Apesar de sabermos que o racismo existe e, infelizmente, está no dia a dia de diversas pessoas, episódios como este reforçam ainda mais que ainda há muito o que se conscientizar, até mesmo no esporte eletrônico, que é algo tão democrático inclusivo. Quem sabe, não esteja na hora de vermos campanhas anti racismo nos campeonatos, assim como vemos constantemente no futebol.

Fonte: @FootballFunnys

Mesmo com a repercussão que isso vem tomando, a Faceit, organizadora do qualify, não se pronunciou sobre o caso, até o momento em que esta matéria foi escrita. Algo que sem dúvidas merece ser mencionado e condenado por eles.

Fonte: ESPN Brasil.