Share Button

Antigamente, o ato de jogar videogame, locação ou mesmo a compra de um jogo é sentar na frente da TV, ligar e sair jogando. Simples, rápido e divertido, só que nos consoles mais recentes, a conectividade com a internet e as atualizações mudaram esse panorama. Nesta época de Natal muitos pais e/ou adultos querem presentear os filhos ou mesmo alguma criança com um videogame novo, com visual bacana ou que seja divertido, mas muitos deles nem sabem a dor de cabeça inicial, tanto pra atualizar os próprios videogames, quanto pra atualizar os jogos, com as correções e novos conteúdos.

Nesta semana tivemos diversas pessoas reclamando disso nas redes sociais. Enquanto que o tempo de download não é tão grande dependendo da conexão do usuário, nem sempre todos tem uma conexão bacana dependendo da localidade, mesmo na América do Norte, e aqui no Brasil deve ter acontecido problemas semelhantes.

Confira abaixo algumas reclamações:

Crianças animadas para jogar no novo Xbox. Leva 2 horas pra atualizar o sistema e o jogo foi lançado na semana passada. OKaaaaaaaaayyyyyyy então.

Natal em 1987: Compre 1 Nintendo, gaste o dia jogando videogames

Natal em 2017: Compre um Nintendo Switch, instale os updates obrigatórios, mas a internet está offline. Tento adicionar cartões de crédito e NÂO FUNCIONA. Comece os jogos, precisam de updates também. FRACASSO TOTAL, CRIANÇAS GRITANDO, NATAL DE MÃE ARRUINADO, CACETE…

Logo no meu Xbox pela primeira vez em 6 meses, tenho 32 atualizações de jogos e a atualização do sistema. Vamos lá! Isso fará o meu fornecedor de acesso à internet me odiar!

Para a Sony: é um ótimo trabalho quando não tem uma criança esperando para jogar o dia todo!!! Venda ridícula de um jogo que precisa de 3 horas de update antes de jogar.

Por fim, um jogador comentou um lance interessante: se você for um dia comprar um console e presentear uma criança (que normalmente não teria paciência esperar), é recomendado ligar antes e baixar todos os updates 1 dia antes. Seria uma mão na roda, ainda mais se aquele bundle de console com jogos vier só com os códigos de ativação das lojas digitais, como a PSN Store e a Live.

Me pergunto se os varejistas atualizassem os consoles antes da venda, o que seria uma mão na roda para os consumidores. Mas infelizmente hoje é uma tendência dos jogos quase sempre terem updates, com correções de erros que só foram detectados depois que o jogo “foi a Gold” e foi para as fábricas de mídias físicas.