Share Button

As mudanças da Microsoft no serviço de assinatura Xbox Game Pass, que passará a disponibilizar novos jogos first party para os assinantes no mesmo dia em que forem lançados, agradou a maioria dos jogadores, mas deixou alguns lojistas inconformados.

Uma rede de lojas da Áustria foi a primeira a informar que se recusa a continuar vendendo consoles Xbox One como resultado disso, e agora há lojistas independentes no Reino Unido que estão planejando fazer a mesma coisa.

“Essencialmente, isso fez [nossos negócios com Xbox] inúteis da noite pro dia,” disse a loja Extreme Gamez ao site GI.biz. “Por que as pessoas comprariam um jogo usado de 12 a 15 libras se podem apenas pagar 10 libras e ter acesso a um catálogo massivo de títulos para jogarem?”

“Para o consumidor, Xbox Game Pass é fantástico. Para o varejo, isso nos mata completamente.”

Além da Extreme Gamez, outra loja chamada Stan’s Games também declarou que não planeja mais vender produtos Xbox. Uma terceira loja, chamada Sholing Video, declarou que no mínimo não venderá o futuro lançamento Sea of Thieves, que chega em março e será o primeiro novo jogo first party a ser disponibilizado no Game Pass.

“Se vão fazer isso, eu não vou me incomodar [em estocar Xbox]. Você faz apenas 3 a 4 libras em jogos de Xbox como o novo Monster Hunter, se tiver sorte,” disse o dono da Stan’s Games.

“Eles irão matar o mercado de jogos usados. Eu acredito que até o público não gostará disso no fim das contas – eu vendi um Monster Hunter esta manhã e o sujeito já trouxe de volta.”

É fundamental frisar que nem todas as lojas planejam parar de vender produtos da marca Xbox, e mais importante, redes varejistas e grandes lojas como GAME ou ShopTo ainda não comentaram a respeito do que irão fazer.

Contudo, parece certo que o Game Pass irá causar problemas para lojas menores e independentes, mesmo que a maioria delas no Reino Unido alegue que a maioria dos seus negócios já vem da Sony.

Via Metro