Share Button

E não é apenas o Nintendinho que está comemorando aniversário neste ano.

O Mega Drive completa neste ano o seu 20º aniversário em território nacional. Em 1990, a Tec Toy lançava a versão nacional do 16 Bits da Sega, fazendo a alegria de milhões de gamers. Desnecessário dizer que o console foi um um grande sucesso e um dos mais comercializados oficialmente no Brasil.

Não tendo concorrente direto (o Super Nes seria representado pela Playtronic anos mais tarde) e já com uma boa fatia do mercado com o Master System, não foi difícil para a Tec Toy colocar o Mega Drive dentro dos lares dos brasileiros e liderar o mercado de games nacional, mesmo ainda hoje o Mega Drive é produzido pela Tec Toy e vendido em lojas especializadas. Foi a primeira vez que o público brasileiro tinha esse gostinho de ter uma representante oficial lançando os videogames, games e bugigangas de uma gigante japonesa com preços razoavelmente baratos. Quem é daquela época com certeza deve se lembrar dos comerciais na TV, como os da pistola Light Phaser e os Óculos 3D do Master System, assim como propagandas de games como Zillion, Sonic e Castle of Illusion, isso sem falar do fã-clube oficial (tinha até carteirinha e uma revistinha!).

Vai dizer, não foi a melhor época dos videogames no Brasil??? Quem viveu naquela época sabe!

Fica aqui então a homenagem da Gamehall para esse incrível videogame, sem dúvida o console de maior sucesso já fabricado pela Sega, mesmo a sua semente de linhagem tecnológica como o Saturn e Dreamcast não chegaram perto da popularidade do bom e velho Mega Drive, e apesar de hoje apenas existir na memória dos fãs, seu legado continua hoje a percorrer todas as plataformas de videogame atuais, que para muitos jogadores e fãs, é considerado simplesmente o melhor console da história.

Leia aqui nossa matéria A História do Mega Drive e clique aqui para ler análises de vários games clássicos do console.

E mate as saudades com dois comerciais brasileiros de 1996 (infelizmente não achei mais antigo).

esse aqui não é brasileiro, mas acho bem bacana também