Share Button

Na última sexta-feira (20), os fãs de Rainbow Six Siege puderam acompanhar um grande duelo que valia vaga para o maior campeonato da modalidade: o Six Invitational. E quem se deu bem foi o MIBR. Com uma campanha perfeita no qualificatório, conquistou a quarta – e última – vaga brasileira para o torneio que será disputado em solo canadense. O público pôde acompanhar as partidas do qualificatório nos canais oficiais do Rainbow Six Esports Brasil na Twitch e no YouTube.

Com a vitória, o MIBR se junta a Ninjas in Pyjamas, FaZe Clan e Team Liquid na missão de tentar trazer o título inédito do Six Invitational para o Brasil.

Na decisão, o MIBR não diminuiu o ritmo por começar já com a vantagem de 1 a 0 no placar. O time foi implacável no primeiro mapa e impôs um 7 a 0 sobre a T1, com autoridade.

Quando parecia que a vitória chegaria para a equipe do coach Guilherme “Guille” com tranquilidade, a adversária mostrou que ainda tinha força para lutar. Em Kafe Dostoyevsky, os Golden Boys reagiram para emplacar um 8 a 6 após levar o duelo ao overtime.

Mas o MIBR recuperou o controle da partida em Litoral e carimbou de vez seu passaporte rumo ao Six Invitational no ano que vem. 7 a 5 no mapa e 3 a 1 na partida disputada em MD5.

Outras nove equipes já estão confirmadas na competição mundial: Aerowolf (Ásia-Pacífico), DarkZero Esports (América do Norte), Giants Gaming (Europa), Natus Vincere (Europa), Team Reciprocity (América do Norte), Wildcard Gaming (Ásia-Pacífico), Team Empire (Europa), Team SoloMid (América do Norte), Spacestation Gaming (América do Norte) e BDS Esport (Europa). Restam apenas duas vagas, distribuídas entre o qualificatório da Ásia-Pacífico, além de uma para um time convidado.

Após a boa campanha no OGA Pit – em que eliminou a multicampeã G2 Esports e chegou a final da chave dos vencedores – o MIBR foi com força máxima e focado para o qualificatório do Invitational. A equipe perdeu apenas dois mapas durante toda a competição. Na primeira fase, venceu a Team Vortex por 2 a 0. Já nas quartas de final desbancou Falkol, na semi, a Team oNe, também por 2 a 0. Na final dos vencedores, o time começou atrás, mas conseguiu a virada e derrotou a Black Dragons por 2 a 1, o que garantiu a vaga na final com a vantagem de um mapa a favor. Na decisão, manteve a frieza para frear o embalo da Team oNe e se garantir no Canadá, em fevereiro.