GamesNotíciasr7

Microsoft afirma que PlayStation continuará recebendo COD e outros jogos da Activision Blizzard

Em uma postagem feita no blog da Microsoft por Brad Smith, presidente e vice-chairman da empresa, ele deixou claro que Call of Duty e outros jogos da Activision Blizzard continuarão sendo lançados para PlayStation mesmo após o término de contratos já estabelecidos entre a Activision Blizzard e a Sony.

“Primeiro, algumas pessoas perguntaram se continuaremos a disponibilizar conteúdos populares como Call of Duty da Activision em plataformas concorrentes como o PlayStation da Sony. A preocupação óbvia é que a Microsoft possa disponibilizar este título exclusivamente no console Xbox, minando as oportunidades para os usuários do PlayStation,” disse Smith.

“Sendo bem claro, a Microsoft continuará a disponibilizar Call of Duty e outros títulos populares da Activision Blizzard no PlayStation durante o prazo de qualquer contrato existente com a Activision,” explicou. “E nos comprometemos com a Sony de que também os disponibilizaremos no PlayStation além dos contratos existentes e no futuro, para que os fãs da Sony possam continuar desfrutando dos jogos que amam. Também estamos interessados em tomar medidas semelhantes para apoiar a plataforma de sucesso da Nintendo. Acreditamos que esta é a coisa certa para a indústria, para os jogadores e para o nosso negócio”.

Caso você esteja se perguntando então qual o sentido de pagar US$ 68,7 bilhões na Activision Blizzard para continuar lançado os jogos nas plataformas rivais, lembre-se de que eles poderão ser jogados sem custo adicional no Xbox e PC por meio do Xbox Game Pass e xCloud, enquanto que no PlayStation e videogames da Nintendo será necessário comprá-los individualmente.

Esta decisão é bem diferente daquela tomada com a compra da Bethesda, onde todos os jogos importantes dela passarão a sair apenas para Xbox e PC, como é o caso de Redfall e Starfield. No caso de Deathloop e Ghostwire: Tokyo, eles ganharam versões para PS5 pois a Sony havia fechado e anunciado a exclusividade temporária com ambos antes da Microsoft comprar a Bethesda.

Artigos relacionados