Share Button

A Microsoft finalmente matou o Kinect. Quase sete anos após seu lançamento em novembro de 2010, inclusive entrando no Livro Guinness de Recordes por ter se tornado o acessório para consumidores com as vendas mais rápidas em 2011, ele teve sua produção encerrada.

A informação foi confirmada pela Microsoft ao site Co. Design, através de entrevistas com o criador do Kinect, Alex Kipman, e o gerente geral do marketing de dispositivos da empresa, Matthew Lapsen.

A Microsoft já havia começado a se desapegar do Kinect há alguns anos, com a retirada do acessório em vários bundles do Xbox One de modo a baratear o preço do console, e a ausência de uma entrada nativa para ele no Xbox One S.

Jogos voltados para o Kinect também não vinham mais sendo desenvolvidos. Um dos principais, Xbox Fitness, teve seu encerramento anunciado em 2016.

São estimados que 35 milhões de unidades do Kinect tenham sido vendidas aos consumidores, o que faz ele ficar longe de ter sido considerado um fracasso. Contudo, como as pessoas não tem mais interesse nele há um bom tempo, não há sentido em continuar fabricando mais unidades dele e a Microsoft agiu corretamente em encerrar sua produção.

Embora o Kinect tenha morrido, parte de sua tecnologia continua viva no óculos de realidade aumentada HoloLens, que também foi criado por Alex Kipman. Além disso, a equipe do Kinect desenvolveu tecnologias essenciais para a Microsoft, como o assistente de voz Cortana, o sistema de reconhecimento facial biométrico Windows Hello e a interface de usuário que utilizada no HoloLens.

Via The Verge