Share Button

Divulgação

Minecraft é um fenômeno de vendas e sucesso. Ocupa o segundo lugar de jogo mais vendido da história com 155 milhões de unidades vendidas, perdendo apenas para o clássico Tetris, lançado para diversas plataformas desde a década de 80 e que hoje já passa dos 170 milhões.

No entanto, a história de Minecraft é bem mais recente do que do jogo de blocos. Ela começa em 2009, quando o desenvolvedor sueco Markus Persson sonhava em criar um jogo isométrico de construção 3D, com elementos de RPG.

O seu sonho ganhou forma em 17 de maio de 2009, quando o  jogo foi lançado pela primeira vez e hoje conhecida como Minecraft Classic Version, que está disponível de graça para navegadores – confira clicando aqui!

Para ajudar nas atualizações e expansões do jogo, Persson criou um estúdio ainda em 2009, a Mojang.

Assim, o título passou a receber conteúdos periodicamente, o que incluíam novos itens, novos blocos, novos monstros, novos modos e assim por diante, quando em dezembro de 2010 foi anunciado que o jogo entrava em fase de testes beta, preparando para o lançamento oficial, que só aconteceu quase um ano depois, em novembro de 2011.

O sucesso no PC foi gigantesco e não demorou para o game ser portado para outros sistemas, sendo o primeiro o Xbox 360 em 2012, e atualmente disponível em quase todas as plataformas imagináveis.

Em 2014 a Microsoft anunciou a compra da Mojang no valor de US$ 2,5 bilhões, o que transformou Markus Persson em um dos bilionários do mundo, comprovando o sucesso mais do que merecido de Minecraft, que hoje em dia não é apenas um “jogo de blocos”, mas um importante ícone da cultura pop moderna.

Provavelmente nem o próprio Persson achou que seu projeto sobre “construção de blocos” poderia ser tão bem-sucedido.

E para alcançar esse status bastou apenas 10 anos, que se completam nessa próxima sexta-feira – e que pelo visto, ainda vai longe!