Análises

Modern Combat 2: Black Pegasus

“Modern Combat: Sandstorm” estabeleceu um novo padrão de qualidade no gênero na App Store, mostrando como um jogo de tiro em primeira pessoa deve ser controlado no iPhone, iPod touch e iPad. “Modern Combat 2: Black Pegasus”, mais uma vez, transforma-se em um benchmark para os jogos de tiro em primeira pessoa e traz boas novidades.

A campanha se passa em 12 campos de batalha ao redor do mundo, com missões  variadas como uma escolta  no Oriente Médio ou uma infiltração silenciosa no Leste Europeu. A Gameloft evoluiu bastante nesta parte em relação ao anterior, que tinha uma campanha repetitiva, mas ainda assim não foge do que já foi visto em qualquer outro FPS. E, convenhamos, o final é bem esdrúxulo, praticamente uma lembrança da década de 80 com os avisos de “obrigado por jogar”.

A sólida jogabilidade da primeira versão chega com novidades, graças a implementação do giroscópio do iPhone 4, bastando virar o aparelho para mudar a câmera, e de eventos interativos em tempo real – os famosos (e já bem utilizados) QTEs. Como em outros jogos da empresa, é possível customizar a posição dos botões, opção esta muito agradável porque nem sempre aquele ícone está no lugar que mais lhe agrada.

“Black Pegasus” leva o hardware do iPhone até onde ele nunca chegou – ao menos até o lançamento de “Infinity Blade” (“Epic Citadel” impressiona mas, convenhamos, é uma demo). Com cenários cheios de detalhes, personagens realistas e efeitos modernos como blur e iluminação dinâmica nas armas, a imersão será a melhor já vista na App Store para um jogo do gênero. O som foi totalmente refeito para garantir efeitos de armas reais, além de conter dublagem para todos os diálogos – estas muito boas, diferente da fama que a Gameloft carrega nesse departamento.

Um dos pontos de maior destaque é o novo modo multiplayer, para nada mais nada menos do que 10 pessoas, local e online, um número que impressiona. São 4 modalidades distintas: batalha, batalha em time, desarmar a bomba e capturar a bandeira. As duas primeiras são as mais conhecidas, com mata-a-mata individual ou em equipe. Os últimos dois requerem ainda mais estratégia, pois não adianta querer fazer mais e mais vítimas, pois este não é o objetivo. A exemplo de Call of Duty e outros, há um sistema de evolução, com até 72 rankings, conquistados de acordo com o seu desempenho. Isso também destrava novas e melhores armas, que de começo são simples e sem muitos recursos. Existem também dezenas de títulos especiais para suas façanhas, como matar 1000 jogadores ou conseguir uma revanche.

“Modern Combat 2″ é compatível com o Gameloft Live!, a rede social para os jogos da Gameloft, trazendo diversos troféus valendo pontos para seu perfil. Infelizmente, o Game Center não é suportado e ainda não há sinal de uma possível atualização. Espero que isso seja feito um dia, já que o Game Center seria perfeito para convites multiplayer.

Artigos relacionados