Share Button

Motoi Sakuraba: O toque de Midas dos RPGs

Você talvez nunca tenha ouvido falar de Motoi Sakuraba, mas se você gosta de RPGs, com certeza você já deve tê-lo escutado! Motoi Sakuraba é hoje um verdadeiro gênio quando o assunto é compositor de músicas de games. Ele já fez milhares de trilhas sonoras, em sua maioria para games de RPGs e com certeza hoje seu nome brilha no hall da fama dos compositores que se destacaram no mundo dos games, como Nobuo Uematsu (série Final Fantasy), Yuzo Koshiro (Shinobi, Streets of Rage, Actraiser) e Michiru Yamane (Castlevania). Entre os seus maiores sucessos estão as belíssimas trilhas sonoras de Valkyrie Profile e as séries Star Ocean e Tales of. Confira aqui tudo sobre a vida e os trabalhos desse grande compositor.

Biografia

PhotoMotoi Sakuraba é casado com Yuko Sakuraba, com quem tem uma filha chamada Mio Sakuraba. Nascido em 5 de Agosto de 1965, na cidade litorânea Akita Prefecture – Japão, tem como hobbies a coleção de equipamentos de áudio e música. Vive atualmente em Tóquio e tem como ocupação um dos melhores empregos do mundo: compositor de músicas de games. Após deixar a universidade, Sakuraba montou uma banda de rock progressivo chamada “Deja-Vu” (palavra de origem francesa que significa “uma sensação ou experiência já vista”). A banda então lançou seu primeiro e único álbum, “Baroque in the Future”, em 1988. Após o lançamento deste álbum, a banda foi dissolvida em 1989, e Motoi Sakuraba começou a sua carreira solo, lançando então seu primeiro álbum chamado “Gikyoku Onsou”, em 1990, que também continha músicas de rock progressivo, e é o seu álbum “não game” predileto. Foi nesse momento em que ele começou a fazer carreira com músicas para videogames, trabalhando então para a empresa Wolf Team. E desde então ele não parou mais, trabalhando para empresas como a Camelot (Sony, Sega, Nintendo), Tri-Ace, Tri-Crescendo (essas duas com antigos funcionários da Wolf Team) e Namco Tales Studio (também com funcionários da extinta Wolf Team). Motoi Sakuraba atualmente conta com o seu próprio pessoal, TEAM Entertainment, onde ele compôe músicas para videogames, animes e programas de TV. Usando o rock progressivo e melódico japonês, Sakuraba o expandiu colocando seu próprio estilo com ritmos complexos, flautas e o uso de coro. Um outro lado de seu estilo beira a um cruzamento entre rock progressivo sinfônico, orquestra e new age. Ele é considerado um dos melhores tecladistas de rock progressivo, improvisando muitos estilos tipo jazz em sua música. Nos últimos anos ele sempre tenta aprimorar mais a sua música e seu estilo.

Trajetória

Foi através da Wolf Team que o jovem Motoi Sakuraba, que então estava saindo de sua banda de rock, teve a oportunidade de cravar seu nome na história dos videogames e se tornar uma lenda viva quando o assunto se trata sobre as trilhas sonoras de games.

A já extinta Wolf Team (os seus funcionários fundaram várias outras empresas, que hoje são bem famosas) e subsidiária da Telenet (hoje extinta, mais conhecida pela série Valis), fez muito sucesso nos anos 80 e 90 , lançando games para computadores japoneses como o MSX e X68000 e principalmente para os videogames Mega Drive e Sega CD. Grande parte do sucesso dos games da Wolf Team era devido a um trabalho conjunto da sua equipe na criação de um game. Seus jogos tinham histórias criativas e inovadoras, assim como bons gráficos e músicas excelentes, que em sua maioria foram compostas por Sakuraba. Com certeza o talento de Sakuraba ajudou a empresa a emplacar seus games nas casas dos gamemaníacos. Entre os jogos que a Wolf Team lançou que fizeram sucesso e que até hoje muitas pessoas se lembram (a maioria tem análise aí no site, é só procurar) e que contam com a participação de Sakuraba, são:

arcus-1.gif (60603 bytes) elv-1.gif (83334 bytes)

  • Arcus Odyssey – provavelmente o primeiro game em que Sakuraba começou a compor músicas de estilo RPG;

  • A trilogia El Viento, Earnest Evans e Annet Again – todos com composições geniais;

  • Sol Feace – excelente trilha sonora de game de naves;

  • Final Zone – um dos seus primeiros trabalhos para Wolf Team, onde já demonstrava o desenvolvimento do seu estilo (uma espécie de bateria ao fundo) que seria marca registrada nos games da empresa;

  • Granada – também um dos seus primeiros trabalhos como compositor, que contava com excelentes composições e lhe rendeu já alguma fama como compositor.

Em 1994, Masaaki Uno, diretor e também compositor da Wolf Team, começou a trabalhar na Camelot Software Planning como coordenador e diretor de som. Uno então, conhecendo Sakuraba, o empregou como compositor de todos os games da Camelot e dos games que ela fazia para outras empresas, como a Sony, Sega e Nintendo.

Em 1995 a Wolf Team começou o desenvolvimento do game Tales of Phantasia para a Namco, iniciando então a terceira mais bem sucedida série de games, atrás somente de Dragon Quest e Final Fantasy. A Wolf Team continuou a desenvolver os games da série Tales of para a Namco, mantendo Sakuraba (e outro compositor da Wolf Team, Shinji Tamura) como compositor até que a Telenet of Japan, junto com a Namco, formaram a Namco Tales Studio (subsidiaria da Namco), em 2003. Em 1995 o então diretor e produtor Jun Asanuma, assim como o programador e roteirista de Tales of Phantasia, Yoshiharu Gotanda fundaram a Tri-Ace, com um apoio financeiro da Enix, criando então a série Star Ocean, e novamente empregando Sakuraba para todos os games.

Em 1999, Hiroya Hatsushiba, que trabalhou com Sakuraba por um longo tempo, e que também já tinha trabalhado na Wolf Team e na Tri-Ace, fundou a Tri-Crescendo, enquanto ainda contribuia com seu trabalho de programador de som na Tri-Ace.

Em 2001, Tri-Crescendo começou a trabalhar no game Baten Kaitos, juntamente com a Monolith e com apoio financeiro da Namco, tendo Hatsushiba como diretor e programador geral e Motoi Sakuraba, uma vez mais, como compositor. Sakuraba ainda é regularmente contratado para compor em outras midias, como a animação e programas de TV, através da sua empresa TEAM Entertainment, fundada em 1999 que promove e licencia o trabalho de outros artistas. Como podemos ver, Sakuraba não é apenas um homem talentoso, mas também um homem cheio de contatos poderosos, que lhe serviu para vários trabalhos em tantas empresas diferentes. Curiosamente, todas essas empresas vieram a partir de uma: Wolf Team.

Sakuraba certamente fez história na Sega, mas ele também deu uma rápida passada pela Nintendo e seu 16 Bits. Um dos jogos que ele esteve envolvido foi Arcus Spirits, versão de Arcus Odyssey para Super Nintendo. Apesar do console da rival da Sega contar com um sistema de áudio bem mais avançado que o do Mega Drive, Arcus Spirits possui uma trilha sonora que deixa a desejar. Apesar do som cristalino, as músicas não possuem as mesmas energias que a versão de Mega Drive, que são todas soberbas. Arcus Spirits possui algumas músicas diferentes, em sua maioria lentas e chatas, e as músicas que são iguais, não tem a mesma qualidade que as do Mega Drive.

Porém, isso certamente não se repetiu em um fantástico RPG que a Namco lançaria alguns anos depois para Super Famicom, culminando numa grande legião de fãs e quebrando o monopólio de Final Fantasy e Dragon Quest. Eu não poderia de deixar de falar aqui sobre o game que certamente mudou a carreira de Motoi Sakuraba para sempre, marcando-o como compositor de trilhas de RPG, como então seria reconhecido.

O jogo é Tales of Phantasia, que surgia com um novo estilo de RPG, inovando em tudo aquilo que se conhecia na época. Tales of Phantasia saiu apenas no Japão e é simplesmente o RPG mais fantástico que já vi em um console de 16 Bits! Possuia gráficos perfeitos, uma história envolvente e um inovador sistema de batalhas. E claro, uma trilha sonora matadora. Yuzo Koshiro e Nobuo Uematsuo que me perdoem (que fique bem claro que eu também sou fã e admirador do trabalho desses dois geniais compositores também), mas as suas obras primas não chegam aos pés (pelo menos em termos técnicos) da trilha sonora que Sakuraba criou para este game.

Sem exagero nenhum, Tales of Phantasia possui a trilha sonora mais impressionante que já ouvi em um console de 16 Bits! Sakuraba levou ao extremo as capacidades do Super Nintendo criando músicas com uma qualidade beirando ao absurdo. A música de abertura, “The Dreams will Never Die”, é totalmente cantada (pela cantora Yukari Yoshida), coisa então inédita para o Super Nintendo. Mas não apenas a música de abertura, como todas as outras estão fantásticas, com os mais variados estilos de música (são mais de 70 músicas!). Sakuraba havia desenvolvido seu estilo musical para o estilo de RPGs. Tales of Phantasia serve como um marco de divisão na carreira de Sakuraba: Antes de ToP e depois de ToP.

Mas ainda um outro incrível RPG seria lançado para Super Famicom, trazendo também muitas inovações ao estilo RPG. Star Ocean, assim como ToP, beirava à perfeição. Com gráficos fantásticos e uma história cativante, não demorou muito para cair nas graças dos japoneses (ele também saiu apenas no Japão) afinal foi feito pela mesma equipe que havia feito ToP. E apesar de não possuir música cantada, possuia toneladas de vozes digitalizadas. A abertura do game era toda narrada em inglês. E novamente Sakuraba assina a trilha sonora com composições maravilhosas (eu pessoalmente acho as músicas de ToP melhores), firmando-se de vez como compositor de RPGs.

Contudo, de sua longa lista de contribuições para os games, com certeza seu trabalho que maior se destacou foi com a série Star Ocean e o maravilhoso Valkyrie Profile, que lhe rendeu no Japão um concerto ao vivo das trilhas sonoras desses dois games, com o estilo de rock progressivo, algo que Sakuraba não fazia há 12 anos. Não é preciso dizer que seu concerto foi um sucesso.

Vejam uma mensagem dele comentando sobre o concerto:

“Muito obrigado a todos por assistirem meu concerto ao vivo. Faz oito anos que eu fiz uma apresentação ao vivo, e faz 12 anos um concerto com uma banda com três pessoas. Eu estava nervoso pois fazia muito tempo que eu não fazia um show ao vivo, mas nós terminamos o concerto com grande sucesso, com o suporte dos membros da banda, do staff e da audiência.

Eu sabia que um concerto ao vivo seria bom, mas no fim desse show me senti totalmente confiante novamente.

Eu gostaria de fazer mais concertos com uma banda de três integrantes, contendo o Keyboard, Baterias e o Baixo no palco, e eu espero manter esse estilo para os meus futuros concertos ao vivo, e darei ainda mais de mim em meus próximos trabalhos.”

Motoi Sakuraba Live Concert DVD Box Front.jpg (1034155 bytes)

Eu me lembro da primeira vez que joguei um game com músicas do Sakuraba, foi Arcus Odyssey. Lembro de ter achado o jogo meio estranho, por causa da sua visão isométrica, mas era muito divertido, especialmente quando se jogava com 2 players. Lembro que colocava nas opções e ficava ouvindo a bela trilha sonora, de fases que eu ainda nem havia jogado. A música de abertura era uma coisa de louco, tinha um toque de suspense e magia, e de repente ela se tornava rápida, com uma bateria tocando ao fundo (eu tinha um amigo baterista que delirava com as músicas, ele ficava tocando no ar numa bateria imaginária, eheh).

Sempre gostei muito de ouvir as músicas dos games, e quando ouvi as de Arcus Odyssey lembro de ter pensado “esse cara é muito bom”. Mas infelizmente não consegui terminar o game (eu o terminei alguns anos depois, quando descobri que era de Sakuraba). Depois veio El Viento, que também possuia o mesmo estilo de músicas do Arcus Odyssey, e foi uma batalha para eu terminá-lo, só para ver o nome do compositor, e lá estava: Motoi Sakuraba. E depois eu percebi um padrão: todos os jogos da Wolf Team tinham o mesmo estilo, e um a um eu os fui terminando, só para constar que todos eles tinham a assinatura de Motoi Sakuraba, para a minha alegria.

Comprei então um Mega CD (o japonês) e os primeiros games que eu havia comprado eram Sol Feace e Earnest Evans. Lembro que eu havia visto que os dois eram da Wolf Team (por isso eu os comprei), torcendo que agora as músicas fossem compostas por Motoi Sakuraba. E não deu outra, os dois games tinham sua assinatura, joguei um pouco de cada e fui correndo ouvir as músicas do CD (que dava pra escutar em aparelhos de som normal). E eu delirava em ouvir aquelas músicas, com o estilo inconfundível de Sakuraba, mas agora com um som mais cristalino, melhor do que nunca.

Infelizmente não pude acompanhar seu trabalho para os games do Saturn (eu mesmo nem sabia que era ele o compositor) com a série Shining Force, mas joguei Star Ocean e Tales of Destiny, e fui quando tive uma grande surpresa quando cheguei no final dos games e vi o nome de Motoi Sakuraba lá como compositor. Yes, agora ele fazia trilhas para rpgs, o meu estilo de jogo preferido na era playstation. Mas eu realmente quase chorei quando ouvi as soberbas músicas de Valkyrie Profile, uma das melhores que já ouvi em toda a minha vida. Ele realmente merece os parabéns por seu trabalho nesse game, onde as músicas em sua maioria possuem um melodia triste ou sombrias, para combinar com o estilo do jogo. Valkyrie Profile possui uma trilha sonora diferente de qualquer outro jogo de RPG, pois se utiliza do estilo rock progressivo, e não das já manjadas orquestras/clássicas que estão na maioria dos RPGs. As músicas das dungeons (labirintos), por exemplo, são poderosas e cheias de energia, diferente das maiorias dos RPGs. Em Valikyrie Profile o que você não vai encontrar é cliche. Apesar de eu gostar das músicas rápidas, as minhas preferidas são as lentas, e com certeza essas são as mais belas de Valkyrie Profile, como a linda “Epic poem to sacred death”, uma melodia tão bela quanto triste, com os seus violinos ao fundo. Na música “All is twilight” podemos ouvir um belo violão, sinos e uma flauta como só Sakuraba sabe fazer. “Valhalla”, nome do mundo onde vivem os deuses nórdicos, é celestial, é épica, com um tom majestoso e triste. O coro, os sinos, as harpas, os acordes – tudo – fazem dessa uma das melhores músicas que eu já ouvi em um game, assim como a “Accustomed to happiness”, que também possui um coral e uma bela flauta, carregadas de emoção e sentimentos.

Já está a venda um DVD com o concerto de Sakuraba, onde você pode conferi-lo ao vivo com a ajuda de dois músicos, Atsushi Hasegawa no baixo e Toshihiko Nakamura na bateria. Os três levaram o público japonês ao delírio num show de 2 horas de duração, mostrando assim uma nova maneira de se ouvir músicas de games.

Durante o show, Sakuraba é a concentração em pessoa. È quase impossível de se ver rosto, escondido entre tantos sintetizadores, que formam uma muralha ao redor do compositor. Ele parece ser uma pessoa bem simples, não demonstrando atitudes de um RockStar, como pular, dançar e fazer grandes cenas com os teclados. O baixista também é reservado e com certeza entre os três, o baterista é que parece ser o mais “louco”, até mesmo pela sua aparência punk. E também é o que aparenta estar mais empolgado, ou pelo menos o que mais demonstra isso. O público japonês também é bem comportado, sentadinhos em suas poltronas quase não fazem barulho e quase somente se limitam a bater palmas no fim de cada música.

Havia um telão no centro do palco e várias TVs ao redor para que o público pudesse acompanhar, e as vezes passavam FMVs de Star Ocean 3 entre o intervalo das músicas. Mas na minha opinião, o ponto alto do show foi em sua metade, quando começaram a tocar “Theme of Rena”. Sakuraba como sempre estava perfeito, rodeado pelos seus sintetizadores. Depois de alguns minutos tocando, ele e Hasegawa pararam de tocar, deixando que Nakamura mostrasse seus talentos com a bateria num espetacular solo, que deve ter durado quase uns dez minutos, quando então Hasegawa entra com o seu baixo e a sua vez de fazer o solo. Com certeza o melhor momento de todo o concerto.

Um DVD (possui também um CD com este show) obrigatório para qualquer fã de Sakuraba e amantes de músicas de games.

Com certeza Motoi Sakuraba é um dos grandes responsáveis em mostrar ao grande público que música de games não é coisa apenas para crianças, prova disso foi seu concorrido concerto ao vivo de seus maiores sucessos, demonstrando que um game pode possuir uma verdadeira trilha sonora digna de um filme, afinal, algo tão importante num jogo como gráficos, CGs, enredo e história, é a sua trilha sonora. Com uma discografia invejável, seu trabalho continua a percorrer os videogames de última geração. Ele não apenas possui talento, mas também um estilo próprio que ao longo dos anos tem aprimorado e atualizado para as novas plataformas de videogame, coisa que Motoi Sakuraba faz brilhantemente, deixando sua marca para sempre na história e nos ouvidos dos gamemaníacos.

Escute algumas músicas do trabalho de Sakuraba

Game Arcus Odyssey
Plataforma
Mega Drive
Game El Viento
Plataforma Mega Drive
Game Tales of Phantasia
Plataforma Super Nintendo
Game Sol Feace
Plataforma Mega Cd
Game Earnest Evans
Plataforma Mega CD
Game Annet Again
Plataforma Mega CD
Game Star Ocean The Second Story – Silent the Universe
Plataforma PS
Game Star Ocean Till the end of Time – Divine spirit of language
Plataforma PS2
Game Valkyrie Profile – Valhala
Plataforma PS

Discografia

Album Year
Progressive Battle 1988 (Dèja Vu, live compilation) 1988
Baroque in the Future (Dèja Vu) 1988
Pazzo Fanfano di Musica 1988
Arcus II: Silent Symphony 1989
King’s Boards 1990
FZ Series “AXIS” 1990
Maneuver Cepter Granada 1990
Zan Kagerou no Toki 1990
Gikyokuonsou 1991
Beyond the Beyond Original Game Soundtrack 1996
@Midi’s Summer 1996
Star Ocean Perfect Sound Collection 1996
Shining the Holy Ark Original Soundtrack 1996
Cyber Bi-Shoujo Telomere Original Soundtrack 1998
@Midi’s Dance 1998
Star Ocean The Second Story Original Soundtrack 1998
Star Ocean The Second Story Arrange Album 1998
Force of Light 1998
Shining Force III Original Soundtrack 1998
Tales of Phantasia Original Soundtrack Complete Version 1999
@Midi’s Battle ( 1999
Vanny Knights Original Soundtrack 1999
Valkyrie Profile Original Soundtrack 2000
Valkyrie Profile Arrange Album 2000
Tales of Destiny Soundtrack 2000
Valkyrie Profile Voice Mix Arrange 2000
Star Ocean The Second Story Fantasy Megamix (arranged by Yoshihiro Ike) 2000
Genso-maden Saiyuki Original Soundtrack Volume 1 2000
Mario Tennis 64 Original Soundtrack 2000
@Midi’s Freedom 2000
Melody of Legend: Chapter of Dream (arrange compilation; one track featured) 2001
Melody of Legend: Chapter of Love (arrange compilation; one track featured) 2001
Shin Megami Tensei: Devil Children Game Music Arrange Tracks 2001
Genso-maden Saiyuki Original Soundtrack Volume 2 2001
Tales of Eternia Original Soundtrack 2001
Tales of Eternia “The Animation” Original Soundtrack 2001
Tales of Eternia Remaster Audio 2001
Star Ocean EX Original Soundtrack Volume 1 2001
Star Ocean: Blue Sphere Arrange & Sound Trax 2001
Star Ocean EX Original Soundtrack Volume 2 2001
Tales of Destiny 2 Original Soundtrack 2002
Weiß Kreuz Glühen Dramatic Soundtrack 1 2003
Star Ocean: Till the End of Time Original Soundtrack Vol.1 2003
Weiß Kreuz Glühen Dramatic Soundtrack 2 2003
Star Ocean Till the End of Time Original Soundtrack Vol.2 2003
Star Ocean Till the End of Time Arrange Album 2003
Star Ocean Till the End of Time Voice Mix Arrange 2003
Star Ocean & Valkyrie Profile Soundtrack the Best 2003
Pluster World Original Soundtrack 2003
Tales of Symphonia Original Soundtrack 2003
Motoi Sakuraba Live Concert “Star Ocean & Valkyrie Profile” (CD & DVD) 2003
Baten Kaitos ~Eternal Wings and the Lost Ocean~ Original Soundtrack 2003
Star Ocean Till the End of Time Director’s Cut Original Soundtrack 2004
Famicom 20th Anniversary Arrange Sound Tracks (arranged one track) 2004
Star Ocean Soundtrack 2004
Phantasy Star Online EPISODE I & II Premium Arrange (arranged one track) 2004
Dark Chronicle Premium Arrange (arranged one track) 2004
Pluster World Original Soundtrack 2 2004
Pluster World Original Soundtrack 3 2004
Mario Sports CD ~ Mario Tennis GC & Mario Golf Family Tour The Best 2004
Star Ocean & Valkyrie Profile Arrange The Best Plus 2004
Tales of Rebirth Original Soundtrack 2005
Radiata Stories Original Soundtrack (features three arrangements of Star Ocean pieces) 2005
Duel Masters ~Birth of Super Dragon~ Original Soundtrack 2005
Rogue Galaxy Premium Arrange (arranged one track) 2006
Valkyrie Profile -Lenneth- Original Soundtrack (reprint of 2000 release) 2006
Tales of the Abyss Original Soundtrack 2006
Valkyrie Profile -Lenneth- Arrange Album (reprint of 2000 release) 2006
Baten Kaitos II Original Soundtrack 2006
FM Sound Module Maniax (composed one track) 2006
Valkyrie Profile 2 -Silmeria- Original Soundtrack Vol.1 2006
Valkyrie Profile 2 -Silmeria- Original Soundtrack Vol.2 2006
Valkyrie Profile 2 -Silmeria- Voice Mix Album 2006
Valkyrie Profile 2 -Silmeria- Arrange Album 2006
Motoi Sakuraba Live 2006: Valkyrie Profile 2 2006
Tenshou Gakuen Gekkouroku Original Soundtrack 2006
Tales of the Tempest Original Soundtrack 2007
Trusty Bell ~Chopin’s Dream~ Original Score 2007
Tales of Destiny Original Soundtrack (PS2 Version) 2007
Forest of Glass (solo album) 2008
Star Ocean: The First Departure Original Soundtrack 2008
Tales of Symphonia: Dawn of the New World Original Soundtrack 2008
Tales of Vesperia Original Soundtrack 2008
Infinite Undiscovery Original Soundtrack 2008
Star Ocean: The Last Hope Original Soundtrack 2009
Star Ocean: The Last Hope Arrange Soundtrack 2009

Games

Para Wolf Team (subsidiária da Telenet)
  • Tales of Phantasia (published by Namco)
  • Tales of Destiny (published by Namco)
  • Tales of Eternia (published by Namco)
  • Tales of Destiny 2 (published by Namco)
  • Arcus Odyssey
  • Arcus Spirits (published by Sammy)
  • Arcus I-II-III
  • Arcus II: Silent Symphony
  • Arcus 3
  • Earnest Evans
  • Anetto Futatabi
  • El Viento
  • Maneuver Cepter Granada
  • Goh
  • Goh 2
  • Zan II Spirits
  • Zan III Spirits
  • Zan: Yaksa Enbukyoku
  • Zan: Kagerou no Toki
  • Zan: Youen no Jidai (published by Taito)
  • Zan Gear
  • Fhey Area: Century of the Gods
  • Sol Feace (Sol Deace in America)
  • Devastator
  • Final Zone Senki: AXIS
  • Hiouden
  • Hiouden 2
  • Hiouden: Maou Tachi to no Chikai
  • Cybernetic Empire
  • D – European Mirage
  • Niko²
Para Telenet
  • Ace wo Nerae!
  • Cosmic Fantasy 4
  • Parlor Parlor Series
  • Tenshi no Uta: Shiroki Tsubasa no Inori (with “Hassy”)
Para Namco Tales Studio (subsidiária da Namco e Telenet)
  • Tales of Symphonia
  • Tales of Rebirth
  • Tales of the Abyss
  • Tales of the Tempest (co-developed with Dimps)
  • Tales of Symphonia: Dawn of the New World
  • Tales of Vesperia
  • Tales of Hearts
  • Tales of Graces
Para Camelot Software Planning
  • Golden Sun (published by Nintendo)
  • Golden Sun: The Lost Age (published by Nintendo)
  • Shining the Holy Ark (published by Sega)
  • Shining Force III: Scenario 1 (published by Sega)
  • Shining Force III: Scenario 2 (published by Sega)
  • Shining Force III: Scenario 3 (published by Sega)
  • Beyond the Beyond (published by Sony)
  • Minna no Golf (aka Hot Shots Golf, Everybody’s Golf) (published by Sony)
  • Mario Golf N64/GBC (published by Nintendo)
  • Mario Tennis N64/GBC (published by Nintendo)
  • Mario Golf: Toadstool Tour (published by Nintendo)
  • Mario Golf Advance Tour (published by Nintendo)
  • Mario Power Tennis (published by Nintendo)
  • Mario Tennis: Power Tour (published by Nintendo)
Para tri-Ace
  • Star Ocean (published by Enix)
  • Star Ocean: The Second Story (published by Enix)
  • Star Ocean: Blue Sphere (published by Enix)
  • Star Ocean: Till the End of Time (published by Enix)
  • Valkyrie Profile: Lenneth (originally published by Enix, rereleased on PSP by Square Enix)
  • Valkyrie Profile 2: Silmeria (published by Square Enix)
  • Valkyrie Profile: Covenant of the Plume (published by Square Enix)
  • Infinite Undiscovery (published by Square Enix)
  • Star Ocean: The Last Hope (published by Square Enix)
  • Resonance of Fate (published by Sega)
Para tri-Crescendo
  • Baten Kaitos (published by Namco)
  • Baten Kaitos Origins (published by Nintendo)
  • Eternal Sonata, aka Trusty Bell: Chopin’s Dream (published by Namco)
Para KidsStudio Games
  • Duel Masters (published by KidsStudio)
Para Nintendo
  • Super Smash Bros. Brawl
Para Success
  • Drone Tactics

Anime

  • Gensomaden Saiyuki
  • Star Ocean EX
  • Atashinchi
  • Weiß Kreuz Glühen
  • Boukenyuki Pluster World

Televisão

  • TV Asahi Weekend Drama Series
  • Cyber Bi-Shoujo Telomere
  • Vanny Knights

Filmes

  • Blue Remains (CG Movie)