Share Button

Desde o seu lançamento o Wii U não teve muito apoio das third parties, notadamente a EA e mais recentemente a Ubisoft reduzindo seus títulos no videogame. Mas a Nintendo continua confiante de que o lançamento de “Super Smash Bros” para o console, fará as softhouses retornarem como abelhas para sua colmeia.

De acordo com o diretor sênior de comunicação da Nintendo of America, Charlie Scibetta, o 1,2 milhão de vendas de “Mario Kart 8” em seus primeiros dias definitivamente ajudou a alavancar as vendas do Wii U, e que espera uma turbinada semelhante quando o aguardado jogo de luta for lançado, ainda este ano.

“Nós queremos a mesma coisa que as third parties querem, que é crescer a base instalada. Estamos confiantes de que, se podemos fazer isso por condução através de lançamentos first-party, como ‘Mario Kart 8’ e ‘Super Smash Bros’, então os desenvolvedores third party também seguirão, porque então eles vão ver que há uma grande base instalada que vale a pena o investimento para trazerem seus jogos para a nossa plataforma. Por isso, é o nosso trabalho crescer essa base instalada para torná-lo mais atraente para eles virem para nossa plataforma“, explicou.

Essa é a primeira vez que a Nintendo reconhece publicamente que a baixa base de instalação do Wii U é uma das principais razões para o afastamento de third parties como a EA e a Ubisoft. Em entrevista para o site Polygon, o CEO da Nintendo of America, Reggie Fils-Aime, disse algo semelhante, que a sua próxima linha de brinquedos Amiibo terá um “impacto significativo sobre a condução da base instalada do Wii U“.